A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

21/09/2015 15:15

Em 8 anos, vale-universidade já beneficiou mais de 8.200 acadêmicos

Flávio Paes
Sara conseguiu bolsa para fazer o curso de psicologia (Foto:DivulgaçãoSara conseguiu bolsa para fazer o curso de psicologia (Foto:Divulgação

O Programa Vale Universidade, em oito anos de funcionamento, já beneficiou 8.208 acadêmicos com renda familiar de até R$ 2.896,00,que tem seus estudos subvencionados com recursos do Governo Estado. Só este anos foram contemplados 1.166 alunos, incluindo estudantes da comunidade indígena que estão conseguindo iniciar e incluir um curso superior.

Um dos que estão prestes a realizar o sonho de concluir  um curso universitário, é o jovem indígena, Wilisvan Moura Strege, 22 anos, que deixou a cidade natal Humaitá, no interior do Amazonas, para estudar Direito no campus da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) em Paranaíba. Ele está fazendo estágio no Fórum da cidade e já foi aprovado na primeira fase do exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). “Estou conseguindo colher os frutos”, disse o rapaz, que está no último ano do curso e estuda até três horas por dia, além do período da faculdade.

Uma das 500 selecionadas na edição de inverno do programa, é Sara Cardoso Rodrigues, 17. Ela, que estuda Psicologia na Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), em Campo Grande, reconhece a importância do benefício para o futuro profissional de muitos alunos de baixa renda. “O Vale Universidade ajuda a pagar as mensalidades. Se não fosse com ele talvez eu teria que parar de estudar”, disse a jovem que está no segundo semestre do curso. Laura Vilela, 21, que estuda Serviço Social na Anhanguera/Uniderp destaca a eficiência do programa. “Realmente funciona para quem precisa”, comenta.
O programa

O Vale Universidade atende estudantes de universidades públicas e privadas. No caso das privadas, o programa banca 90% dos custos da mensalidade, sendo 70% por conta do Governo do Estado; 20% de responsabilidade da instituição de ensino e 10% de contrapartida para os alunos. Nas universidades públicas o repasse é feito diretamente na conta do estudante, sendo o cálculo baseado na média da mensalidade do curso em outras universidades. Como pré-requisito, o aluno deve ter renda individual máxima de R$ 1.448,00; enquanto a familiar não pode ultrapassar R$ 2.896,00.

Outro critério é que o aluno esteja matriculado em alguma instituição de ensino superior conveniada ao Programa. O estudante não pode possuir diploma em outro curso superior; deve morar no Estado há mais de dois anos; não ser beneficiado por qualquer outro tipo de benefício ou de auxílio financeiro com a mesma finalidade do Vale Universidade e não ter registro de reprovação de qualquer disciplina na data de inscrição e convocação; não possuir, simultaneamente, outro membro da família beneficiado neste Programa.

Governo altera datas de teste físico de concurso da Polícia Civil
Foram alteradas as datas para realização da avaliação de aptidão física dos candidatos que continuam a participar do conurso público para escrivão e ...
Mega-Sena acumula e prêmio no sábado pode chegar a R$ 39 milhões
A Mega-Sena mais uma vez ficou sem vencer na noite desta quarta-feira (13) e, assim, acumulou. O prêmio pode subir para R$ 39 milhões no sorteio do p...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions