ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 31º

Empregos

Candidatos inaptos em teste físico da PM e Bombeiros cobram prazo para recorrer

Grupo, de cerca de 50 pessoas, afirma que não há respostas que motivaram resultado negativo e pedem resultados individuais

Por Gabriel Neris | 26/06/2019 17:54
Candidatos participaram do TAF no dia 26 de maio no Parque dos Poderes (Foto: Paulo Francis/Arquivo)
Candidatos participaram do TAF no dia 26 de maio no Parque dos Poderes (Foto: Paulo Francis/Arquivo)

Os candidatos que apareceram como inaptos no resultado dos testes físicos do concurso para Polícia Militar e Corpo de Bombeiros reclamam de falta de informações para que possam recorrer. Também dizem que procuraram a banca responsável pela seleção, mas receberam como resposta apenas que devem aguardar a publicação em edital.

O TAF (Teste de Aptidão Física) foi realizado no dia 26 de maio e o resultado no dia 11 de junho. Os candidatos, cerca de 50, formaram grupos em redes sociais por estranharem que todos aparecem como inaptos no boletim divulgado neste mês.

Segundo uma candidata, de 34 anos, que prefere não ser identificada com medo de retaliações, o grupo procurou a SAD (Secretaria de Estado de Administração), porém a pasta informou que estas informações e outras dúvidas deveriam ser tiradas junto à Fapems (Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura de Mato Grosso do Sul).

A candidata afirma que o tempo máximo do teste para oficial da saúde era de 12 minutos, mas que conseguiu fazer o percurso em 7 minutos. “Fui a primeira a chegar e fui inapta. Questionei a situação, houve problema com o chip no tênis? Me responderam ‘em hipótese alguma. Você tem que provar que está apta’”, relatou.

Segundo ela, apenas o chip do tênis foi entregue para participar do teste. O grupo solicitou as imagens feitas e que a própria Fapems sugeriu fazer requerimento, porém não há prazo para fornecer as imagens que poderiam ajuda-los. “Não sabemos no que reprovamos. A Fapems informou subentendendo que reprovou na corrida, mas não divulgaram os resultados da corrida individual”, reclama.

Também afirma que, por telefone, são orientados a encaminhar e-mail, entretanto não houve nenhuma resposta da fundação responsável. “Falaram para a gente aguardar o edital. São duas alternativas: houve falha no concurso ou fraude”, completa.

O Campo Grande News procurou a SAD e a Fapems. A pasta informou que as informações devem ser obtidas com a fundação. A Fapems também foi procurada pela reportagem, porém não houve resposta. 

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário