A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017

26/06/2009 12:12

Envolvido em morte de garota de programa tenta liberdade

Redação

A defesa de Hugo Pereira da Silva, 19 anos, um dos acusados de matar a garota de programa Claudinéia Rodrigues Mendes, a "Néia", de 25 anos, no dia 8 de maio deste ano, em Campo Grande, ingressou na Justiça com pedido de habeas corpus para tentar tira-lo da prisão.

O habeas corpus foi protocolado na manhã desta sexta-feira. O relator do pedido é o desembargador Carlos Eduardo Contar.

Além de Hugo, Fernando Pereira Verone, 19 anos e Leonardo Leite Cardoso, 27 anos, também são acusados de matar Claudinéia, a golpes de tijoladas e pedradas. Eles estão presos desde o fim de maio.

Os três estavam no Palio Wekend do pai de Fernando e pegaram Claudinéia e uma amiga na Praça Ary Coelho. A amiga desconfiou que estava em risco quando os rapazes disseram que não tinham dinheiro e pulou do carro em movimento.

Claudinéia ficou e foi levada para um matagal na divisa dos bairros Santa Emília, Nova Campo Grande e Jardim Carioca. No local, foi morta e abandonada.

Fernando diz que Leonardo foi quem a matou, enquanto Leonardo faz acusação ao contrário. Os dois afirmam que Hugo não teve participação nas agressões, mas estava junto.

Os rapazes foram presos em menos de um mês após o crime. A Polícia Civil chegou até eles após depoimentos de testemunhas, uma delas a outra garota de programa que fugiu. Ela está no Programa de Proteção à Testemunha.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions