A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

25/08/2011 15:46

Estudo mostra catolicismo menor, crescimento dos evangélicos e dos sem religião

Marta Ferreira

Menos católicos, mais evangélicos e também mais gente que prefere não professar uma religião. É o que quadro identificado pela FGV (Fundação Getúlio Vagas) em Mato Grosso do Sul quando o assunto é fé em alguma crença, conforme pesquisa divulgada esta semana.

O levantamento, com base no ano de 2009, identificou que a denominação dominante no País, o catolicismo, perdeu participação entre a população de Mato Grosso do Sul, comparando ao estudo anterior, de 2003, quando era apontada como escolha de 71,96% da população. Em 2009, esse percentuai havia caído 8 pontos percentuais, chegando a 63,70%.

Em contingente populacional, o número de católicos ficou mais ou menos igual, próximo de 1,5 milhão de fieis.

Além do fato de a população do Estado ter crescido neste intervalo de tempo, a perda de fieis pela Igreja Católica é evidenciada pelo aumento dos evangélicos entre 2003 e 2009. O percentual de sul-mato-grossenses que segue as igrejas evangélicas cresceu de 18% para 25% neste período.

Em números objetivos, a população de frequentadores das denominações religiosas evangélicas aumentou de 392 mil para 597 mil, uma diferença de 205 mil fieis.

O estudo da FGV encontrou, ainda, um número maior de pessoas que se declaram sem religião. O percentual, entre 2003 e 2009, teve aumento de 5,91% para 6,07% da população. O universo de pessoas sem religião passou de 128 mil para 143 mil, considerando as estimativas populacionais dos dois períodos.

Para as outras crenças, o levantamento indica equilíbrio no percentual de espíritas. Conforme os dados, Mato Grosso do Sul tinha em 2009 1,93% de espíritas, contra 1,98% em 2003.

As crenças de origem afro-brasileira apresentaram aumento, de 0,15% da população para a 0,24%. As religiões asiáticas ou orientais eram professadas, em 2009, por 0,38% da população, número semelhante ao de 2003, que era de 0,37%.

Os dados fazem parte de "Novo Mapa das Reliões" traçado pela Fundação. Segundo o estudo, 68,43% da população brasileira se dizia católica em 2009, cerca de 130 milhões de pessoas, o menor percentual desde os primeiros registros realizados no país, em 1872, quando os católicos representavam 99,7% da população.



Antes de mais nada é preciso esclarece o seguinte: Existem Cristãos Catolicos e Cristão Protestante, pois evangelicos todos os Cristãos são chamados a ser, crente todos os cristão devem ser. Agora não podemos julgar o aumento ou diminuição de fiéis de qualquer religião que seja por uma massa indecisa e movida pela ação do vento, um dia nesta denominação, outro dia em outra. A igreja Catolica nao perdeu seus fiéis, pois os que são verdadeiramente Catolicos nao mudam de profissão de Fé, as igrejas protestantes não ganharam mais fiéis, pois essas pessoas que fizeram aumentar esse numero de Cristãos protestante, amanhã ou depois estarão em outras denominações que talvez nem Cristã seja. Acordemos não existe religião perfeita (e nunca existirá), Perfeito sempre será Deus, igreja é feita de homens (homens são imperfeitos), e apenas caminham em busca da santidade.
 
Ronaldo Leal em 29/08/2011 07:51:38
No mundo inteiro, pessoas até matam usando o nome de Deus...cuidado com o fanatismo por placas religiosas...a essencia de Deus é amar o seu próximo e não julgar....
 
daniela rodrigues em 27/08/2011 01:21:07
Se esta é realmente a mudança certa... porque as pessoas estão mais violentas e cometendo mais barbáries?
 
Antônio Marcos Alencar em 26/08/2011 11:37:45
Prato cheio para os fanáticos...
 
Luciano Bandeira em 26/08/2011 09:02:18
Não Basta ser evangelico ou católico ou qualquer coisa que indique o caminho Deus, importa viver a Palavra de Deus, não basta apenas professar, viva, pelo menos tente a cada momento. Tem pessoas que se dizem o trigo porem agem como o joio... é só refletir... bronca do cara católico evangelicos, porque ? Sabe que tem que amar o próximo como a si mesmo ? Ou será que isso não está escrito na sua Bíblia ? Portanto viva a Palavra antes de Julgar qualquer religião. É só !
 
sergio rosa em 26/08/2011 08:57:05
Enquanto a Igreja católica manter sua tradição de enganação, a tendencia é a maioria acordar. É increditável que alguem faça uma faculdade ou leia a Biblia e não veja o que está errado na sua Igreja.
 
luiz alves pereira em 26/08/2011 08:33:55
daqui uns anos nois evangelicos,vamos ser amaioria ,o povo da acordando.ALELUIA.
 
ALEXSANDRO LINO em 26/08/2011 07:54:57
Se Deus existe, é porque o Diabo também existe. Logo, muita gente irá queimar no inferno...Agora se Deus não existe, ninguém terá nada a temer. Eu prefiro que ele não exista.
 
Ineida Nunes em 26/08/2011 02:02:52
Nós, católicos praticantes, tambem conhecemos um Deus verdadeiro, que tudo faz e em quem confiamos e não julgamos a religião dos outros, e acreditamos que esse mesmo Deus é para todos, sem discriminação de placa de igreja...ele esta nas atidudes de cada um e no amor ao próximo...
 
daniela rodrigues em 26/08/2011 01:14:27
Não vejo probemas em estar diminuindo o nº de católicos, porque afinal estes não são católicos. Qual destas Igrejas tem uma história de 2000 anos e teve como fundador Jesus Cristo?
Não nos esqueçamos os "evangélicos" são na verdade os protestantes desde a época de Lutero. Vamos viver nossa fé e não nos preocuparmos com estes "troca-troca" de igreja.
 
Paulo Silva em 25/08/2011 11:48:06
(Ap. 21,2) Vi também a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus: Os profetas do Antigo Testamento usaram a figura de uma nova e perfeita cidade para representar a bênção da comunhão com Deus depois de um período de sofrimento. Especificamente, falaram da igreja ou do reino do Messias que viria depois da purificação do cativeiro. Este tema é especialmente forte em livros como Ezequiel (capítulos 40-48) e Isaías (capítulos 60-66; especialmente 65:18-19). Paulo desenvolveu o mesmo tema quando falou de Jerusalém livre, que vem de cima (Gálatas 4:26-31). O autor de Hebreus, também, viu a cidade celestial como a igreja já existente no primeiro século: “Mas tendes chegado ao monte Sião e à cidade do Deus vivo, a Jerusalém celestial...igreja dos primogênitos” (Hebreus 12:22-23). A mesma linguagem aqui no Apocalipse descreve a igreja do Senhor. Nada no texto aqui limita essas bênçãos ao futuro (a igreja no céu). Podemos entender a nova Jerusalém como a igreja já abençoada aqui na terra e, desta maneira, a interpretação deste trecho se ajusta ao contexto histórico do livro.
 
Pr.marinho atagiba em 25/08/2011 11:47:54
Aleluiasssss, glórias a Deus é o Brasil todos sendo ganho pra Jesus, não parem de orar, vomas orar ainda mais amado é isso que o Senhor quer que façamos amém.E através dessas verdades gostaria de ate indicar o novo nome para o nosso estado que passaria de Matogrosso do Sul para "nova Jerusalém". apoiem essa idéia.
Fiquem na Paz amados
 
Pr.marinho atagiba em 25/08/2011 11:42:56
A Igreja Católica está passando por mudanças em função do mundo em que estamos vivendo. É natural esta perda de fiéis ou que se diziam fíéis a religião católica. Com todo respeito aos evangélicos que mais cresceram, minha opinião é a de que ninguem é o dono da verdade pois cremos em um só DEUS, vale a nossa fé e não a instituição religiosa a que pertencemos.
 
Augusto Roa em 25/08/2011 10:33:14
Dentro de algumas decadas o verdadeiro evangelho sera a maioria no MS Deus é Fiel.
 
Jean André em 25/08/2011 09:55:20
Onde o Evangelho chegou houve mudança de caráter e a sociedade "evoluiu". Bares foram fechados, prostitutas deixaram o ramo e houve um grande quebrantamento de coração e pessoas abandonaram o pecado dos vícios, é isso que nos ensina a história dos avivamentos ao redor do mundo. Confesso que fico bastante apreensivo com esse crescimento evangélico dos dias de hoje. Pastores picaretas, igrejas pedintes de dinheiro e de caráter duvidoso, ênfase no bem estar ao invés de pregar arrependimento, crentes que querem viver o céu aqui na terra e deixam de honrar seus compromissos engrossando a fila dos maus pagadores. Em fim, é com preocupação que vejo essa evolução. Mas, Deus é quem sabe todas as coisas. No dia em que o Senhor "passar a peneira", vamos ver quem vai ficar!! Soli Deo Glória!
 
Ronaldo Pissurno em 25/08/2011 09:11:42
Parabens a todas as religiões e a todos cristãos, porque tanta preocupação, com ser católico , ser evangelico ou espirita. O importante é ter deus no coração, amar ao próssimo, não fazer para outrem o que não quer pra sí . Deus é um só e é o verdadeiro pai que não deixa seu filho desamparado, nem dá um fardo maior que sua resistência.Glória a Deus nas alturas e paz na terra a quem os ama.
 
porfirio vilela em 25/08/2011 08:07:19
graças a deus nao estou aqui p/ julgar ninguem,cada um faz a escolha que quer mais dDEUS ESTA LEVANTANDO UMA GERAÇAO ADORADORA ,QUE ESTAO RECONHECENDO QUE O UNICO QUE PODE SALVAR A ALMANIDADE DAS DORES ,DAS ENFERMIDADES,DAS DROGAS E DA PROSTITUIÇAO,ESTAMOS NOS ULTIMOS SEGUNDOS DA IGREJA NA FACE DA TERRA, JESUS ESTA VOLTANDO, ABRAÇOS FIQUEM TODOS COM DEUS
 
thiago alves em 25/08/2011 07:21:56
Quantidade é diferente de qualidade, essa informação reflete a angustia do ser humano diante dos dilemas atuais!

Quantidade não quer dizer qualidade.
 
ROGERIO COSTA em 25/08/2011 06:03:35
Glórias a Deus!!!!!!!!!!!Campo Grande e Mato Grosso do Sul será tomado por um Deus verdadeiro, e não esses que nada podem fazer...
 
Lucas Andrade em 25/08/2011 05:32:12
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions