A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

04/10/2013 09:37

Filha de idosa vítima de estupro diz à Polícia que crime não ocorreu

Graziela Rezende

O caso de uma mulher de 63 anos, que entrou em contato com a Polícia para denunciar um estupro e um roubo, juntamente com o marido na tarde de ontem (3), pode não ser verdade. Segundo a Polícia Civil, que entrou em contato com a família, assim que registrada a ocorrência, a filha disse que não havia marcas de violência no corpo da mãe, bem como qualquer sinal de roubo.

Questionada sobre o crime, a jovem disse que não deu falta de nenhum pertence e que o fato não ocorreu, ressaltando que a mãe toma remédio controlado. Na ocasião, a idosa estava em casa e disse que dois homens encapuzados chegaram ao local, anunciando o assalto. Enquanto um procurava pertences, o outro a teria estuprado.

Com a chegada do marido, a Polícia Militar foi acionada e compareceu ao local. Ambos, porém, não quiseram comparecer a delegacia. Mesmo assim, os policiais civis entraram em contato e a filha da suposta vítima deu a sua versão sobre os fatos.

A mulher e o companheiro primeiramente foram identificados como policiais civis. Mas, de acordo com a assessoria de comunicação do órgão, se tratam de duas pessoas exoneradas da instituição nos anos de 1996 e 1997. O marido atualmente trabalha como comerciante. A Polícia investiga o caso.

Bandidos assaltam e estupram idosa na Chácara dos Poderes
Uma idosa de 63 anos foi violentada no final da tarde desta quinta-feira (3) por um homem encapuzado, na Chácara dos Poderes, em Campo Grande. De aco...
Termina na 4ª feira prazo para adotar cartinha e ajudar Papai Noel dos Correios
Termina na próxima quarta-feira (dia 13) o prazo para quem quiser adotar uma cartinha do projeto Papai Noel dos Correios. Os interessados devem compa...


As pessoas deviam prestar mais atenção nessas historias de gente se passando por vitima, e não se revoltar, e ficar pedindo pena de morte. Outro dia teve o caso da mulher que foi abusada no ônibus "sem saber", e que só ficou sabendo pelos outros. É cada uma...
 
paulo cintura em 04/10/2013 21:24:01
Resta saber o porquê dessa falsa informação à policia, que a essa hora já esclareceram O CASO.
 
samuel gomes-campo grande em 04/10/2013 14:52:33
Caso comum, porém, somente com a investigação da Polícia Civil é que poderemos falar com absoluta certeza as nossas opiniões, ao invés de julgarmos ou 'acharmos', quando não é conosco ou alguém próximo é fácil falar, difícil é quando sentimos na pele o sofrimento dos nossos.
 
Fernanda Mendonça em 04/10/2013 12:51:34
No mínimo deveriam responder por falsa comunicação de crime.
 
Valter Oliveira em 04/10/2013 11:12:36
TODA MENTIRA, NAO SE PRECISA E NEM INTERESSA SABER SE HOUVE OU NAO A MENTIRA. É IMPORTANTE SABER, PORQUE MENTIU. TEM ALGO ALEM DISSO TUDO NESTE CRIME. GRANDIOSO, TALVEZ, COM ALGO FUTURO.
 
LUCIANO MARQUES em 04/10/2013 10:54:03
QUE CASO CABULOSO!!!
NESSA HISTÓRIA FORA A EXONERAÇÃO DO CASAL ,O RESTO PARECE QUE FOI TUDO UM MAL ENTENDIDO, É ISSO MESMO??????????????
 
cris. alves em 04/10/2013 10:41:03
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions