A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

13/04/2010 10:38

Fiscalização do Inmetro verifica materiais de cozinha

Redação

Fiscais da AEM (Agência Estadual de Metrologia) iniciaram nesta terça-feira a "Operação Cozinha Segura" nos estabelecimentos que vendem mangueiras para botijão de gás, reguladores de pressão para botijão, panelas de pressão e embalagem de álcool.

Na manhã de hoje, os fiscais estiveram em um supermercado e uma loja de utilidades, mas em nenhum dos produtos foram encontradas irregularidades.

A novidade é a panela de pressão, que desde o ano passado deve ter obrigatoriamente o selo do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial).

A agente de metrologia Idete Dutra explicou que o consumidor deve atentar para a presença do selo de qualidade e também para a devida manutenção das panelas, lavando a borracha e também a válvula de escape, para evitar entupimento.

"O consumidor deve fazer a manutenção da panela adequadamente, não apenas jogar uma água sem lavar a válvula de escape", ressaltou.

As panelas de pressão são, geralmente, utilizadas para cozinhar feijão, que rapidamente entope as válvulas e pode causar acidentes.

De acordo com a agente, com o uso do selo as empresas são obrigadas a disponibilizar assistência técnica autorizada das panelas: "Ao invés de levar em qualquer oficina para realizar reparos, o consumidor terá uma empresa autorizada para manutenção da panela de pressão", explicou.

A presença do selo do Inmetro nas panelas não é notada ainda pelos consumidores. Miriam de Oliveira Barbosa contou que não compra panelas há algum tempo e que não presta atenção na embalagem: "Eu cuido das válvulas, pois uso bastante, mas não sabia que havia selo do Inmetro", explicou.

Ao invés dos selos, os consumidores confiam nas marcas famosas, "Eu nunca prestei atenção no selo, compro pela marca, que são tradicionais", disse Elizabeth Barbosa Campos, que olhava panelas em um supermercado da Capital.

Os fiscais também verificaram as embalagens de álcool, que não pode ser vendido em embalagens de vidros ou em sache. Além disso, deve ter a certificação e recomendações ao seu uso. Quanto ao conteúdo, a responsabilidade é da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). O álcool é vendido em embalagens de 100 ml a 5 litros.

O Brasil está entre os países que possui uma das mais seguras embalagens de álcool líquido do mundo, com legislação específica e uma série de exigências de segurança para o transporte do produto.

Elas atendem, desde 2001, às especificações do Inmetro quanto à resistência, vedação, rigidez e alertas de segurança do produto, entre outras recomendações.

Gás

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions