A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

23/12/2011 17:24

Força Nacional permanece por mais 60 dias em MS para monitorar questão indígena

Fabiano Arruda
Permanência da tropa foi solicitada pela Polícia Federal após atentado contra acampamento indígena em Aral Moreira. (Foto: Divulgação/Cimi)Permanência da tropa foi solicitada pela Polícia Federal após atentado contra acampamento indígena em Aral Moreira. (Foto: Divulgação/Cimi)

Os policiais da Força Nacional de Segurança Pública vão permanecer por mais 60 dias em Mato Grosso do Sul a fim de auxiliar a Polícia Federal no monitoramento da segurança em terras indígenas.

A determinação foi publicada na edição desta sexta-feira do Diário Oficial da União por meio de portaria assinada pelo ministro de Justiça José Eduardo Cardozo.

Conforme a publicação, a prorrogação da tropa no Estado foi solicitação do Departamento de Polícia Federal “para garantir a manutenção da ordem pública em terras indígenas no Estado do Mato Grosso do Sul, em especial nos arredores do município de Dourados”.

A portaria informa que o número de policiais da Força Nacional “obedecerá ao planejamento definido pelos entes envolvidos na operação”.

A solicitação de reforço pela Federal foi motivada pelo atentado contra o acampamento indígena Guayviri, em Aral Moreira, no dia 18 de novembro.

Índios afirmaram que o cacique Nisio Gomes, 59 anos, foi executado a tiros e teve o corpo levado por fazendeiros da região.

A Polícia Federal diz, porém, que não há indícios da execução de Nisio e afirma, ainda, que os índios mentiram sobre o que aconteceu. Tanto que o filho de Nisio, principal testemunhal foi indiciado por denunciação caluniosa. Ele foi colocado sob proteção policial desde o dia que começaram as investigações.

Quatro fazendeiros, um advogado, dois administradores de empresa de segurança e mais três seguranças, totalizando dez pessoas, foram indiciados por envolvimento no ataque. Nenhum nome foi divulgado.



O APOIO DA FORÇA NACIONAL É FUNDAMENTAL P. A FORMULAÇÃO DOS SERVIÇOS DA - POLÍCIA FEDERAL . MAS HÁ UMA SEGUNDA INTENÇÃO, SENDO ESTA A DE VIGIAR AS POPULAÇÕES INDÍGENAS, QUE SE VEEM CERCEADAS DE SEUS DIREITOS DE CIDADÃOS PELAS MÁFIAS POLÍTICAS REGIONAL E DE BRASÍLIA.
 
MARIO CAJUHY em 26/12/2011 11:10:16
JÁ QUE FOI CRIADA UMA FORÇA NACIONAL, ELA DEVERÁ SER INSTALADA EM TODOS OS ESTADOS, NO MÍNIMO NAS CAPITAIS, PARA AUXILIAR TODAS AS SEGURANÇAS SOLICITADAS PELO POVO, NÃO FICAR SOMENTE CENTRALIZADA EM BRASÍLIA, SÃO CARRÕES QUE DESFILAM, MUITAS VEZES A TOA, PRECISA ACHAR ESPAÇO PARA ESSE POVO TRABALHAR, PRECISA SER DESCENTRALIZADO URGENTEMENTE, PARA OS INTERIORES, O BRASIL PRECISA MAIS DESSA FORÇA.
 
PEDRO BRAGA em 24/12/2011 12:16:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions