A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

20/08/2008 06:50

Girafas, camelos e zebras são alimentados após apreensão

Redação

As girafas, camelos, zebras, pôneis e ilhanas apreendidas do Le Cirque na noite desta terça-feira, são alimentados com cenoura, alface e maça.

A fruta e as verduras são do próprio circo e estavam no caminhão, onde viajava também o tratador, que continua responsável pela alimentação.

A carreta fechada e caracterizada do Le Cirque está no posto da PRF (Polícia Rodoviária Federal) em Campo Grande, na saída para São Paulo, e por enquanto ainda não chamou atenção de quem passa pelo local.

Os animais foram apreendidos no vilarejo de Prudêncio Thomaz, que fica entre as cidades de Nova Alvorada do Sul e Rio Brilhante, após denúncia de populares à PM (Polícia Militar) e à PRF (Polícia Rodoviária Federal), que na segunda-feira havia apreendido cinco elefantes e um rinoceronte também do Le Circo.

Os elefantes e os rinocerontes estão sob a responsabilidade do Ibama, no Pelotão de Cavalaria da Polícia Militar, ao lado do CRAS (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres), onde já não há mais espaço para os apreendidos ontem. Por conta disso, todos devem ser levados ainda nesta quarta-feira para um zoológico de Brasília.

A PRF acredita que os animais seriam escondidos no Paraguai, já que o proprietário do circo, George Stevanovich, havia combinado com o motorista de se encontrarem em Dourados. O motorista entrou em controvérsias quando questionado se a intenção era levar os animais para o País vizinho.

No dia 15 passado, sexta-feira, a Justiça autorizou a apreensão do animais no circo, em Brasília. No dia seguinte, policiais da Delegacia Especial de Meio Ambiente do Distrito Federal e do Ibama foram ao circo inspecionar o local, mas os animais haviam sido retirados do local. O proprietário então fugiu com os bichos para Mato Grosso do Sul.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions