A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Janeiro de 2018

11/03/2013 16:18

Governo abre sindicância para apurar irregularidades em frigoríficos no Estado

Viviane Oliveira
Governo do Estado vai abrir sindicância para investigar as condições dos frigoríficos. (Foto: Divulgação).Governo do Estado vai abrir sindicância para investigar as condições dos frigoríficos. (Foto: Divulgação).

Depois de reportagem exibida ontem pelo Fantástico sobre as condições precárias de abatedouros, o presidente do STIAA (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins de Campo Grande), Rinaldo de Souza Salomão, afirma que pelo menos 11 matadouros funcionam em condições precárias de higiene no Estado de Mato Grosso do Sul. O Governo do Estado anunciou nesta segunda-feira (11) que vai abrir sindicância para apurar irregularidades.

De acordo o sindicalista, alguns desses matadouros fornecem carne não apenas para as cidades onde estão instalados, mas abastecem para outras regiões. Rinaldo reconhece a falta de higiene e diz que esta situação não é aprovada pelos funcionários.

Em nota, o Governo do Estado anunciou que vai abrir sindicância para investigar as condições dos frigoríficos em todo Estado. O anúncio foi feito pela secretária da Seprotur (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo), Tereza Cristina Corrêa da Costa.

Segundo a diretora-presidente da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal), Maria Cristina Carrijo, em MS atualmente 16 frigoríficos têm SIE (Serviço de Inspeção Estadual), e em auditoria feita no último mês quatro estabelecimentos foram fechados por irregularidades em Pedro Gomes, Rochedo, Naviraí e Eldorado.

“Quando há irregularidades em abatedouros e frigoríficos, o proprietário tem um prazo para regularizar a situação. Geralmente é feito um termo de ajuste de conduta. Quando não ocorre o cumprimento do acordo, o estabelecimento é fechado”, disse Maria Cristina.

Ainda de acordo com Maria Cristina, no caso de Eldorado, o frigorífico estava em processo de fechamento. O de Maracaju, afirma, tem Serviço de Inspeção Municipal. Já o de Amambai passou por vistoria no mês passado. 

 

Rodovias federais de MS tiveram 162 mortes e 390 feridos graves em 2017
As rodovias federais que cortam Mato Grosso do Sul registram 1.928 acidentes durante o ano passado, sendo que destes resultaram 390 vítimas feridas g...
Carreta da Justiça retorna atendimentos semana que vem em Ladário
O calendário de viagens da Carreta da Justiça, projeto do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), será retomado começa na próxima segunda-...
Número de acidentes e mortes em rodovias federais cai em 2017
A falta de atenção dos motoristas brasileiros foi a principal causa dos acidentes de trânsito ocorridos ao longo do ano passado, segundo a Polícia Ro...


Os frigoríficos que exportam e que são fiscalizados pelo Serviço de Inspeção Federal (SIF) estão entre os melhores do mundo por um motivo simples: Qualquer deslize na questão sanitária é motivo de suspensão da exportação. Os países importadores exigem que fiscais federais atuem nestes frigoríficos, por serem considerados imparciais. Já nos serviços estaduais e, principalmente, nos municipais, voltados ao mercado interno, muitas vezes os veterinários inspetores são contratados por intermédio dos próprios frigoríficos e não estão isentos das pressões exercidas pelo poder econômico. É preciso fortalecer o SIF, admitir mais fiscais federais por concurso público e delegar-lhes poder de auditar os serviços estaduais e municipais.
 
Fernando Pires em 14/03/2013 09:00:43
O que é mais triste nesta história é que a denúncia/investigação foi feita por uma ONG e não pelas pessoas que deveriam cuidar do bem-estar da população.
 
Ana Carolina Lopez em 11/03/2013 22:25:41
As Leis foram criadas para controlar e evitar abusos pela populacao, porem, todavia a fiscalizacao fica por conta do setor publico e ai a coisa muda, voltando a estaca zero. Vejam as barbaridades cometidas pelas pessoas que lidam com a carne, nas cidades do interior do MS. Na Capital a fiscalizacao e atuante e isso nao ocorre. No interior, se duvidar, alguns usam os locais publicos ate para carnear animais silvestres. FISCALIZACAO JA!!
 
Jorge Junior em 11/03/2013 17:32:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions