ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUINTA  19    CAMPO GRANDE 16º

Cidades

Governo diz que solução para conflito indígena será exemplo ao Brasil

Por Bruno Chaves | 11/12/2013 16:18

Em nota oficial, divulgada nesta quarta-feira (11), o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul afirma que está confiante no encaminhamento de uma solução para os conflitos por terras indígenas a partir da compra de fazendas, pela União, para a ampliação de reservas. O governo também acredita que será exemplo para o restante do País.

De acordo com a nota, “o clima de confiança, a disposição das partes envolvidas em acatar os novos prazos e a participação do Governo do Estado, criando o Fundo Especial para promover a compra das terras, contribui de forma decisiva para a solução em curto prazo dos primeiros casos de conflito, como o das terras na região conhecida como Buritis” – em Sidrolândia, a 71 quilômetros da Capital.

Para o secretário estadual de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, as tensões no Estado estão sendo vencidas pelo bom senso. “Até agora estamos conseguindo evitar qualquer tipo de conflito, desde que o Governo Federal, apontando soluções, pediu apenas mais prazo para vencer barreiras burocráticas”.

O secretário acredita que a agilidade com que o Governo do Estado tem atuado, não só na criação do Fundo Estadual de Terras Indígenas, mas também promovendo rapidamente as mudanças na Lei, sugeridas pelo governo federal, faz com que a questão fundiária chegue ao final.

Ainda de acordo com a nota, “a solução dos impasses no campo a partir da compra de terras está sendo utilizada pela primeira vez no País em Mato Grosso do Sul e resulta de uma série de negociações e entendimento envolvendo não apenas as lideranças de indígenas e produtores como também técnicos estaduais e do governo federal, bem como representantes do Ministério Público e da Igreja Católica”.

Lideranças mais expressivas se reuniram, recentemente, para apoiar o caminho de um consenso na disputa por terras em Mato Grosso do Sul e assinaram um documento intitulado de Paz no Campo. Para Jacini, apesar dos problemas e tensões, o estado está perto da solução que porá fim no conflito.

“E, como estamos muito perto da solução, estamos também muito perto de mostrarmos ao Brasil um caminho novo, produtivo e civilizado para essa questão”, concluiu Jacini.

Nos siga no Google Notícias