A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

11/12/2013 16:18

Governo diz que solução para conflito indígena será exemplo ao Brasil

Bruno Chaves

Em nota oficial, divulgada nesta quarta-feira (11), o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul afirma que está confiante no encaminhamento de uma solução para os conflitos por terras indígenas a partir da compra de fazendas, pela União, para a ampliação de reservas. O governo também acredita que será exemplo para o restante do País.

De acordo com a nota, “o clima de confiança, a disposição das partes envolvidas em acatar os novos prazos e a participação do Governo do Estado, criando o Fundo Especial para promover a compra das terras, contribui de forma decisiva para a solução em curto prazo dos primeiros casos de conflito, como o das terras na região conhecida como Buritis” – em Sidrolândia, a 71 quilômetros da Capital.

Para o secretário estadual de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, as tensões no Estado estão sendo vencidas pelo bom senso. “Até agora estamos conseguindo evitar qualquer tipo de conflito, desde que o Governo Federal, apontando soluções, pediu apenas mais prazo para vencer barreiras burocráticas”.

O secretário acredita que a agilidade com que o Governo do Estado tem atuado, não só na criação do Fundo Estadual de Terras Indígenas, mas também promovendo rapidamente as mudanças na Lei, sugeridas pelo governo federal, faz com que a questão fundiária chegue ao final.

Ainda de acordo com a nota, “a solução dos impasses no campo a partir da compra de terras está sendo utilizada pela primeira vez no País em Mato Grosso do Sul e resulta de uma série de negociações e entendimento envolvendo não apenas as lideranças de indígenas e produtores como também técnicos estaduais e do governo federal, bem como representantes do Ministério Público e da Igreja Católica”.

Lideranças mais expressivas se reuniram, recentemente, para apoiar o caminho de um consenso na disputa por terras em Mato Grosso do Sul e assinaram um documento intitulado de Paz no Campo. Para Jacini, apesar dos problemas e tensões, o estado está perto da solução que porá fim no conflito.

“E, como estamos muito perto da solução, estamos também muito perto de mostrarmos ao Brasil um caminho novo, produtivo e civilizado para essa questão”, concluiu Jacini.

UFMS divulga edital do vestibular para ingresso em cursos de graduação
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) divulgou, nesta segunda-feira (18), edital do processo seletivo do vestibular para ingresso em cu...
IFMS oferece 200 vagas para cursos técnicos e inscrições findam em janeiro
Interessados em realizar cursos técnicos podem participar de seleção no IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul). São oferecidas 200 vagas na m...
Aplicativo enviará à CGU denúncias de agressão e discriminação a pessoas LGBTI+
O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União recebe, a partir de hoje (18), denúncias feitas pelo aplicativo TODXS, relativas à discr...
TSE: regras eleitorais deixam dúvidas sobre fake news e autofinanciamento
O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou hoje (18), por unanimidade, as 10 resoluções que irão regular as eleições de 2018, mas ainda ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions