A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

01/08/2018 10:30

Governo veta reajuste de 5% ao MP e alega impedimento da legislação

Segundo justificativa, acréscimo salarial acima da inflação não pode ser concedido 180 dias antes da eleição

Mayara Bueno
Prédio das promotorias do MPE, em Campo Grande. (Foto: Paulo Francis).Prédio das promotorias do MPE, em Campo Grande. (Foto: Paulo Francis).

O governo de Mato Grosso do Sul vetou o reajuste de 5% aos servidores do MP (Ministério Público), conforme divulgado no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (dia 1º).

A justificativa, segundo o documento, é que não se pode conceder reajuste acima da inflação em ano eleitoral, como é o caso de 2018. Regra eleitoral impede que a medida seja sancionada pelo governo entre os seis meses que antecedem o pleito eleitoral até a posse dos aleitos.

Como a proposta foi aprovada na Assembleia Legislativa de MS, o veto será encaminhado à casa de leis, que poderá manter ou derrubar a medida.

A reportagem tentou contato com o procurador-geral do MP, Paulo Passos, mas não obteve resposta até o fechamento do texto. Também procurou o Sinsemp (Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul) para saber o posicionamento sobre o veto, mas não houve retorno.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions