A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

30/06/2015 16:13

Greve de servidores judiciários tem adesão de 80%, diz sindicato

Categoria pede reajuste salarial e novo plano de cargos e salários

Thiago de Souza
Servidores da justiça cruzam os braços e aguardam reajuste (Foto: Divulgação)Servidores da justiça cruzam os braços e aguardam reajuste (Foto: Divulgação)

Cerca de 80% dos servidores da Justiça e Ministério Público Federal estão em greve desde o dia 15 de junho. De acordo com o Sindjufe-MS (Sindicato dos Servidores da Justiça Federal e Ministério Público de Mato Grosso do Sul), cerca de 250 servidores estão de braços cruzados. As reivindicações são a aprovação do projeto de lei complementar 28, que será votado no Senado, e reajuste salarial de 54%. O atendimento na Justiça Federal foi reduzido em aproximadamente 50%.

O coordenador jurídico do Sindjufe-MS, José Ailton, considera que a adesão ao movimento é grande e que a paralisação está “no limite da lei” com pelo menos 30% dos serviços funcionando. “Não interrompemos os serviços mais urgentes como habeas corpus, alvará de soltura e as audiências, pois existem réus presos” explicou o sindicalista. Ainda de acordo com o coordenador do sindicato, a greve prejudicou, principalmente, a distribuição de processos e atendimento aos advogados.

Na Justiça Eleitoral só estão trabalhando os funcionários cedidos. A mobilização também interrompeu os serviços de todas as varas da Justiça do Trabalho.

Uma caravana com coordenadores do sindicato saiu nessa segunda-feira de Campo Grande rumo a Brasília para pressionar a aprovação do projeto de lei complementar 28, que revisa o plano de cargos e salários dos servidores do judiciário federal e Ministério Público da União. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions