A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

19/03/2010 09:39

Hatianos pedem refúgio e deportação fica suspensa

Redação

Os 14 haitianos presos em Mato Grosso do Sul após entrar ilegalmente no Brasil solicitaram hoje refúgio no País. Todos estão neste momento na Delegacia de Imigração da Polícia Federal, protocolando o pedido.

Segundo as informações da assessoria de imprensa da Superintendência da Polícia Federal, com o pedido fica suspensa a ordem de deportação, que havia sido dada ontem aos haitianos. Eles haviam recebido prazo de 3 dias para deixar o Brasil.

A PF informou que não foi isso esse procedimento antes porque deveria ser uma manifestação pessoal e ela não foi feita de início. Conforme o Campo Grande News apurou, o grupo recebeu orientação para fazer o pedido de refúgio, mas não foi identificado ainda o responsável por isso.

Ontem, o embaixador do Haiti no Brasil, Idalbert Pierre-Jean, havia defendido, em entrevista ao Campo Grande News que os haitianos presos ficassem no país, como forma de ajuda humanitária. Ele disse que entraria em contato com a Polícia Federal sobre o assunto, mas na Corporação não há informações de que tenha feito contato.

Idalbert afirmou quer retornar neste momento seria muito difícil para as pessoas que fugiram do País, dada à situação crítica de miséria após o terremoto que arrasou o Haiti no dia 12 de janeiro.

Os dois grupos pegos pela Polícia Rodoviária Federal e encaminhados à PF estão viajando desde janeiro, fugindo da miséria do Haiti. O primeiro grupo, de 8 pessoas, foi preso quarta, em um hotel de Miranda, após ser denunciado pelo dono do estabelecimento.

O outro grupo, de 6 pessoas, foi descoberto ontem cedo, quando vinha para Campo Grande de táxi. A suspeita dos policiais é que os dois grupos se juntariam e que o destino seria o estado de Goiás.

Depois de serem notificadas a deixar o País, ontem, as 14 pessoas haviam sido levadas para o Cetremi (Centro do Triagem do Migrante), de onde, hoje cedo, foram levados novamente para a Polícia Federal para pedir refúgio no Brasil.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions