A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

15/02/2014 09:07

Horário de Verão em MS economizou energia para manter duas cidades

Aliny Mary Dias

Chega ao fim na noite deste sábado (15) o Horário de Verão no Centro-Oeste, Sudeste e Sul do país. Segundo a Enersul, os 9.722 megawatts economizados superaram em 12% o esperado para o período. O montante corresponde ao consumo das cidades de São Gabriel do Oeste e Jardim, que têm juntas 45.824 habitantes.

A redução do consumo no horário de pico, das 18h às 21 horas, também foi grande, mas não superou as expectativas e gerou uma economia de 4,2%. O esperado era que o montante chegasse a 4,5%.

Segundo a Enersul, a economia foi tanta porque todos os setores do Estado, como indústria e comércio, fizeram parte do Horário de Verão.

No ciclo de 2013/2014, além de Mato Grosso do Sul, os Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e o Distrito Federal também adiantaram o relógio em uma hora. Os ponteiros devem ser atrasados na noite de hoje para amanhã.



Juçara, não foi só você que não viu essa economia tão propagada pelo governo. Gostaria que fizesse pesquisa um mês após o término do horário de verão, para saber se realmente foi economizado energia nas residências, órgãos públicos ou onde quer que seja.
 
CARLOS JOSÉ em 15/02/2014 16:54:38
Juçara e demais: esse papo de que horário de verão foi feito para economizar energia é conto da carochinha, está "na cara". Ele existe na verdade para evitar ou aliviar a sobre demanda de energia nos sistemas geradores e distribuidores nas épocas em que a luz do sol dura mais tempo no correr do dia (e as noites duram menos), geralmente na primavera e no verão. Como os hábitos não mudam em se mantendo o horário normal, o consumo aumenta em proporção, e o sistema energético no Brasil não cresce na mesma velocidade, logo não dá conta do aumento da demanda, daí se recorre a essa "mágica de 1 hora a mais" para a luz não cair de vez. O que se podia resolver com mais investimentos na máquina, transfere-se para a saúde do consumidor, que é o maior penalizado. Simples assim...
 
Marcel Barbosa Ozuna em 15/02/2014 10:50:30
Engraçado, nunca achei economia nenhuma no meu bolso!
 
Juçara Rosa em 15/02/2014 09:14:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions