A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

25/06/2010 09:00

Hospital do Trauma põe fim ao último "elefante branco"

Redação

Ao custo de R$ 17 milhões, o governador André Puccinelli e o prefeito Nelson Trad Filho autorizaram a construção do Hospital do Trauma, na rua 13 de maio, em um prédio abandonado ao lado da Santa Casa de Campo Grande. Os recursos foram viabilizados pelo deputado federal Waldemir Moka (PMDB).

Com 138 leitos de enfermaria, seis salas de cirurgia e 12 leitos de CTI, o hospital põe fim ao último "elefante branco" de Mato Grosso do Sul, considerando que outras obras que estavam paradas, como a antiga rodoviária, já têm o destino traçado. No caso da antiga rodoviária, o prédio será transformado em um centro de belas artes.

O prefeito Nelsinho Trad contou que o projeto anterior era para transformar o local ao lado da Santa Casa em uma maternidade, mas a redução nos índices de natalidade e o aumento da quantidade de traumas provocaram uma mudança no projeto.

A explicação no aumento dos acidentes de moto, segundo Nelsinho, que é médico, se deve ao aumento na quantidade de motocicletas.

O novo hospital irá desafogar o Pronto Socorro da Santa Casa."Estou muito grato em poder ter contribuído com muitos outros para essa obra", afirmou Moka.

Para André Puccinelli, o Hospital do Trauma será uma unidade importante que proporcionará um tratamento qualificado. A previsão é que a obra seja concluída em dezembro.

Além da construção do Hospital do Trauma, governador e prefeito deram início à pintura da Santa Casa, que será feita pela Coral, através de uma parceria com a F-Truck. Compareceram ao evento vários pilotos da competição, inclusive a ex-sem-terra Débora Rodrigues.

A Santa Casa de Campo Grande é a 4ª maior do Brasil, responsável por 2.000 cirurgias e 1.000 atendimentos de politraumatismo por mês.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions