A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

08/02/2014 17:10

Incra mira 41 mil ha para assentamentos no eixo Capital a Bataguassu

Aline dos Santos

O Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) fez levantamento e identificou 41 mil hectares com potencial para desapropriação entre Campo Grande e Bataguassu. A escolha da região é por ser tratar do eixo demograficamente mais vazio do Estado.

De acordo com a assessoria de imprensa do instituto, o levantamento foi encaminhado para Brasília, a quem cabe aprovar ou não os pedidos para a Reforma Agrária. Caso o parecer seja favorável, a criação de um assentamento é precedida de audiência pública com os interessados, incluindo comunidade, prefeitos e Ministério Público.

O cadastro do Incra conta com 22 mil famílias à espera de lote. Depois de paralisia de quatro anos devido à ordens judiciais, a Reforma Agrária foi retomada no fim de 2013 em Mato Grosso do Sul, com a abertura de assentamento em Anhanduí, distrito de Campo Grande.

Desde 2009, quando a PF (Polícia Federal) realizou a operação Tellus, o Incra não desapropriava ou comprava terras para criação de novos assentamentos. No final de 2012, depois de trabalhar levantando a situação de lotes ocupados irregularmente, conforme ordem da Justiça, o Incra recuperou a função de criar assentamentos.

Autorização para psicólogos aplicarem terapia de reorientação sexual é mantida
O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (15) tornar definitiva a decisão liminar (provisória) que havia pr...
Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions