A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 24 de Agosto de 2019

19/06/2019 10:50

Ação para roubo de avião envolveu seis homens e durou 44 minutos

As imagens de câmeras de segurança foram apreendidas e são analisadas pela Polícia Civil da cidade

Viviane Oliveira
Foto tirada de cima do Aeroporto Municipal de Paranaíba (Foto: Paradadez)Foto tirada de cima do Aeroporto Municipal de Paranaíba (Foto: Paradadez)

Onze câmeras de segurança no Aeroporto Municipal de Paranaíba flagraram o roubo da aeronave modelo Cessna 182 Skylane, na manhã de ontem (18). A ação envolveu seis homens, quadro deles encapuzados, e durou 44 minutos. As imagens foram apreendidas e são analisadas pela Polícia Civil da cidade que investiga o caso. O piloto Edmur Guimara Bernardes, 78 anos, levado pelos bandidos ainda não foi localizado.

Conforme o empresário Samuel Garcia Alonzo, 47 anos, dono da aeronave roubada, as imagens mostram quando, por volta das 6h, seis homens chegam ao aeroporto e rendem um funcionário de 52 anos que havia acabado de chegar para trabalhar. Enquanto dois bandidos mantém a vítima sob a mira de armas, outros quatro vão à casa do piloto.

Ele foi levado para o hangar numa caminhonete Nissan Frontier e lá obrigado a pilotar a aeronave. O celular dele ficou em cima da mesa da residência e por volta do meio-dia encontrado pela namorada. O aparelho também foi apreendido para ser periciado. “Estamos com muito medo. Ainda não sabemos o que pode ter acontecido com piloto”, disse por telefone o funcionário do aeroporto que ficou sob a mira dos bandidos, foi amarrado e trancado no banheiro.

“Eles queriam um avião com perfil bom para carga, provavelmente para transportar drogas ou armas”, disse Samuel. O monomotor tem capacidade para carga de cerca de 500 quilos, transporte de piloto e outros três passageiros em rotas domésticas, com autonomia de voo de 1.695 quilômetros. É um modelo normalmente usado por empresários e fazendeiros que pilotam.

Edmur já foi investigado por envolvimento em casos de tráfico de drogas, além de contrabando e descaminho de mercadorias. A reportagem tentou falar com o delegado responsável pelo caso do sequestro, mas não conseguiu até o fechamento deste texto. Segundo apurado pelo Campo Grande News, o piloto é viúvo, tem dois filhos e mora sozinho em Paranaíba. 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions