A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019

27/05/2019 20:21

Acusado de matar homem com um tiro no peito é condenado a 12 anos de prisão

Italiba José Pedro Junior, de 51 anos, tinha uma desavença com a vítima, Max Alam Bazan, de 42 anos.

Adriano Fernandes
Italiba José Pedro Junior, durante a sessão de julgamento, nesta segunda-feira. (Foto: JP News) Italiba José Pedro Junior, durante a sessão de julgamento, nesta segunda-feira. (Foto: JP News)

Levado a júri, nesta segunda-feira (27) Italiba José Pedro Junior, de 51 anos, foi condenado a 12 anos de prisão por ter assassinado Max Alam Bazan, de 42 anos, com um tiro no peito em Três Lagoas, cidade a 338 quilômetros de Campo Grande.

Durante o seu julgamento, a defesa de Italiba alegou não haver elementos suficientes que comprovassem a autoria do crime e que a vítima, tinha várias passagens pela polícia e poderia ter outros inimigos que o quisessem vê-lo morto. 

Conforme o JP News, durante a sessão o acusado também negava a participação, mas as investigações apontaram que os dois teriam uma desavença após o suposto furto de uma televisão. Contudo, após o parecer dos jurados, o juiz da 1ª Vara Criminal, Rodrigo Pedrine Leite, condenou Italiba José Pedro Junior a 12 anos de prisão em regime fechado.

O crime – Max foi encontrado morto no dia 27 de maio de 2017 com várias perfurações pelo corpo, caído pela Rua Alan Kardec, na Vila Haro, em Três Lagoas. A vítima tinha várias passagens pela polícia por furto e outros crimes. Na época, também estava foragido da Justiça. Já Italiba foi identificado como autor do crime em outubro do mesmo ano e desde então estava preso.

Local onde a vítima foi encontrada morta. (Foto: JP News) Local onde a vítima foi encontrada morta. (Foto: JP News)
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions