ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, SÁBADO  20    CAMPO GRANDE 28º

Interior

Adolescente é morta estrangulada e autor simula suicídio

Vítima tinha sinais de estupro e foi espancada, segundo constatou a perícia

Por Dayene Paz | 23/02/2024 13:53
Delegacia de Tacuru, onde o caso foi registrado e será apurado. (Foto: Divulgação)
Delegacia de Tacuru, onde o caso foi registrado e será apurado. (Foto: Divulgação)

Uma adolescente de aproximadamente 17 anos foi assassinada por estrangulamento, na madrugada desta sexta-feira (23), em Tacuru, cidade a 421 km de Campo Grande. A vítima foi espancada e o corpo tinha sinais de abuso sexual. O autor do crime ainda tentou simular um suicídio.

O delegado que atendeu a ocorrência, Matheus Crovador, explicou que a Polícia Civil foi comunicada por volta de 1h desta sexta-feira, na Reserva Indígena Sassoró. "O cacique nos acionou para atender local de suicídio por enforcamento, então acionei a perícia", disse.

Ao chegar no local, o corpo, que momentos antes estava pendurado por um tipo de cordão, já havia sido retirado. A perícia, então, identificou que no corpo havia sinais de estrangulamento, estupro e agressão. "Conversei com três indígenas e apresentaram histórias desconexas", explicou Crovador.

A jovem, segundo a polícia, é moradora de uma aldeia de Amambai e na noite desta quinta-feira (22) foi até Tacuru para visitar o marido. Lá, teria ingerido bebidas alcoólicas e momentos depois o crime ocorreu. "Um dos indígenas, o que fala melhor português, disse que a jovem queria se matar, mas a história estava mal contada", pontuou o delegado.

Três indígenas - o marido da jovem e dois concunhados dela - foram conduzidos para a delegacia de Polícia Civil e terão, na tarde de hoje, material genético colhido para constatar quem praticou um crime sexual. As investigações continuam.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.  

Nos siga no Google Notícias