A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Janeiro de 2019

04/05/2017 10:53

Após encontrar fubá com água servido a alunos, TCE fiscalizará merenda

Ricardo Campos Jr.
Em Sidrolândia, merenda é preparada em cozinha central e distribuída às escolas (Foto: divulgação / TCE)Em Sidrolândia, merenda é preparada em cozinha central e distribuída às escolas (Foto: divulgação / TCE)

O TCE (Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul) vai acompanhar a qualidade da merenda escolar nos municípios do interior. A iniciativa foi tomada depois que fiscais do órgão encontraram apenas fubá misturado com água sendo distribuído para as crianças das escolas municipais de Sidrolândia, a 70 quilômetros de Campo Grande.

Naquela cidade existe uma cozinha que prepara as refeições de toda a rede de ensino e distribui a comida. Os auditores estiveram no local no dia 12 de abril e elaboraram-um relatório detalhado sobre o que encontraram.

A mistura, além de ter poucos nutrientes, em muitos casos pode ser imprópria para consumo. Durante o transporte ela seca e tinha que ser novamente diluída ao chegar aos estabelecimentos de ensino da zona urbana com mais água ou leite para voltar a ter consistência de sopa.

Na área rural, estava sendo servido apenas macarrão com salsicha na Escola Municipal Ariano Suassuna. Na aldeia indígena, estava sendo servido arroz com farinha de mandioca, cardápio completamente fora do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar).

Os responsáveis pelo serviço informaram ao TCE que não haviam recebido os insumos para elaborar refeições mais nutritivas. Os agentes realmente constataram que os refrigeradores e dispensas estavam vazios.

Sidrolândia faz parte da área de atuação da conselheira Marisa Serrano. Em razão dos problemas, as demais cidades sob responsabilidade dela serão as primeiras a passarem por vistoria: Caarapó, Juti, Douradina, Maracaju, Dourados, Nova Alvorada do Sul, Fátima do Sul, Rio Brilhante, Glória de Dourados, Itaporã, Vicentina e Jateí.

O Campo Grande News tentou contato com o prefeito de Sidrolândia, Marcelo de Araujo Ascoli, mas ele não atendeu ás ligações. A assessoria de imprensa afirmou que ainda estava preparando um retorno sobre o caso. A assessoria jurídica informou que o procurador-geral, que poderia falar sobre o caso, estava em reunião.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions