A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Novembro de 2017

01/11/2013 14:21

Bancada ruralista de MS está reunida com produtores de Iguatemi contra invasões

Zana Zaidan

Mais de 200 produtores rurais aguardam o início de um reunião para discutir a invasão de terras indígenas em propriedades do interior de Mato Grosso do Sul. Deputados estaduais da bancada ruralista, Lídio Lopes (PEN), Márcio Monteiro (PMDB) e Zé Teixeira (DEM) estão a caminho do local da concentração, às margens da rodovia MS-386, próximo à ponte que liga Japorã a Iguatemi.

A Famasul (Federação da Agricultura de MS) também confirmou a presença de um dos membros da diretoria, Ruy Fachini. A reunião estava prevista para começar às 14h30, mas o horário deve ser adiado para aguardar a chegada dos parlamentares. Outros 400 produtores ainda são esperados.

Os produtores rurais estão acampados desde sábado no local, e cobram a saída dos indígenas de 14 fazendas que foram invadidas somente em Japorã, a 487 quilômetros de Campo Grande.

O presidente do Sindicato Rural de Iguatemi, Hilário Pariri, explica que o acampamento fica próximo a uma das fazendas invadidas, mas não há expectativa que alguma liderança indígena participe da reunião para negociar com os produtores. “É próximo daqui, além de ser a rota deles para chegar até a fazenda. Eles passam por nós a todo tempo, mas, até então, ninguém parou para conversar, então, acredito que isso não vá acontecer agora, na reunião”, afirma. “Hoje, não há diálogo com eles. Já conversamos em outras ocasiões e, se agora ele resolverem dialogar, serão bem-vindos e estamos à disposição”, acrescenta Pariri.

Como medida preventiva, a Polícia Federal, que já estava nas imediações das fazendas invadidas, vai fazer a segurança do acampamento durante a reunião.

Confisco não – Os sindicatos rurais de Sete Quedas, Tacuru, Amambai, Eldorado, Iguatemi, Mundo Novo, Antônio João e Ponta Porã participam da reunião com os parlamentares. Dez carros de produtores rurais de Guaíra (PR) também endossam o movimento, chamado de “Confisco Não” e mobilizado pelo Facebook.

A previsão é de que os produtores rurais mantenham o acampamento até domingo, segundo Pariri.

Manifestação deve reunir 800 produtores rurais em Iguatemi nesta sexta
Mais de 800 produtores rurais são esperados amanhã (1º) em manifestação na MS-386, na ponte que liga Japorã a Iguatemi. A reunião ocorre às 14h, e te...
Homem é assassinado com tiro na cabeça enquanto discutia com a ex
João Ricardo Benevides Mendes, 33 anos, foi morto a tiros durante a tarde desta sexta-feira (17) em Rio Verde de Mato Grosso, a 207 quilômetros de Ca...
MPE pede que prefeitura implemente mais rigor em contratos com hospitais
O MPE-MS (Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul) recomendou à prefeitura de Dourados - cidade localizada a 233 km de Campo Grande - que ...


Marcio Monteiro Presidente do PSDB, sempre na luta a favor da produção.
 
Francisco Elio Battilani Filho em 01/11/2013 15:39:14
FAMASUL querendo chamar a atenção da mídia pra justificar sua existência.Será que não sabem que está em andamento programa do governo federal para confiscar terras invadidas e devolve-la aos índios?
 
samuel gomes-campo grande em 01/11/2013 15:08:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions