A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

22/02/2016 11:11

Biffi depõe hoje em CPI que apura construção de creche iniciada há 6 anos

Depoimento ocorre às 16h, em sessão extraordinária da Comissão Parlamentar de Inquérito instaurada pela Câmara de Itaporã; ex-deputado foi convidado pela CPI aberta contra Marcos Pacco

Helio de Freitas, de Dourados
Biffi com o ex-prefeito Marcos Pacco; deputado depõe como convidado (Foto: Arquivo)Biffi com o ex-prefeito Marcos Pacco; deputado depõe como convidado (Foto: Arquivo)

A Câmara de Vereadores de Itaporã, cidade a 227 km de Campo Grande, realiza às 16h de hoje (22) uma sessão extraordinária da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) instaurada para investigar a obra de uma creche, iniciada em 2010, na administração do então prefeito Marcos Pacco (PSDB).

A sessão será para ouvir o depoimento d ex-deputado Antonio Carlos Biffi (PT), que foi convidado e concordou em prestar esclarecimentos sobre os recursos do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), obtidos por ele para a construção.

De acordo com o relator da CPI, vereador André de Moura Brandão (PHS), disse que a obra foi deixada inacabada quando Pacco concluiu o mandato, em dezembro de 2012.

A comissão investiga denúncia de desvio de recursos e suposta fraude em documentos, já que a prefeitura teria informado ao FNDE que 93% da obra foi concluída, quando na verdade a construção não chegou nem a 50%.

Motivo político - No início deste mês, Marcos Pacco disse ao Campo Grande News que a CPI tem interesses políticos, por ele aparecer como líder das pesquisas de intenção de voto para prefeito do município de 20 mil habitantes. Segundo ele, a obra não foi concluída por atraso na liberação dos recursos e citou exemplos de construção de creches em outras cidades, que também está atrasada.

Em janeiro, o ex-prefeito entrou com mandado de segurança contra a Câmara, para suspender a investigação. Sua defesa pediu também o afastamento de André Brandão da relatoria, “por ser declaradamente um inimigo meu”, segundo Marcos Pacco. A Justiça ainda não se manifestou.

O município recebeu R$ 1,2 milhão do governo federal para a obra e o ex-prefeito teria deixado R$ 160 mil desse total em caixa. “Quando era deputado, Biffi conseguiu recursos para creches semelhantes em outros municípios e até hoje o vemos participando de inaugurações. O ex-prefeito fala que o dinheiro do FNDE não foi suficiente. A CPI quer saber por que nos outros municípios as obras foram concluídas e aqui em Itaporã foi deixada pela metade”, afirmou Brandão.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions