A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2018

12/10/2018 10:57

Brasileira é morta a tiros de pistola 9 milímetros na fronteira

Policiais paraguaios que atenderam a ocorrência encontraram no chão várias munições de calibre 9 milímetros

Viviane Oliveira
Mulher foi encontrada morta nesta manhã. Polícia suspeita de latrocínio - roubo seguido de morte  (Foto: Fronteira Seca News) Mulher foi encontrada morta nesta manhã. Polícia suspeita de latrocínio - roubo seguido de morte (Foto: Fronteira Seca News)

Uma mulher de 25 anos foi assassinada a tiros de pistola 9 milímetros, na manhã desta sexta-feira (12) em Capitán Bado, cidade paraguaia vizinha de Coronel Sapucaia (MS), a 400 km de Campo Grande. Andrea Ramírez residia no Bairro de Primavera. Em menos de dois dias, esta é a quarta morte de brasileiros registrada na região. 

Conforme o site Ponta Porã Informa, os policiais que atenderam a ocorrência encontraram no chão várias munições de calibre 9 milímetros. A polícia paraguaia não descarta que Andrea tenha sido vítima de latrocínio - roubo seguido de morte. Ela usava capacete e a motocicleta que pilotava não foi encontrada.

Outro caso - Também em Capitán Bado, na madrugada de ontem (11), três brasileiros foram executados a tiros. As mortes ocorreram em uma propriedade rural na colônia Cristino Potrero. A região onde os brasileiros foram mortos a tiros de pistola e de escopeta calibre 12 é dominada por Felipe Barão Escurra, apontado por policiais dos dois países como um dos maiores fornecedores de maconha para o Brasil.

A colônia Cristino Potrero possui dezenas de roças da droga controladas por Barão. Dois dos três mortos já foram identificados: Carlos Augusto Lopes Soares, 29, e Júlio César Ovelar, o “Jhony Cabeludo”. A polícia ainda tenta identificar a terceira vítima.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions