A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018

05/02/2016 17:52

Câmara devolve R$ 1,2 milhão para prefeitura investir em obras da cidade

Mariana Rodrigues
O prefeito José Domingues Ramos recebeu a quantia do presidente da Câmara Sebastião Roberto Collis.(Foto: Rio Pardo News)O prefeito José Domingues Ramos recebeu a quantia do presidente da Câmara Sebastião Roberto Collis.(Foto: Rio Pardo News)

A Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo, distante 103 quilômetros de Campo Grande, repassou espontaneamente a quantia de R$ 1,2 milhão para a prefeitura do município. O valor é referente ao duodécimo do ano passado e será usado para a realização de obras na cidade.

A devolução faz parte do TAC (Termo de Ajuste de Conduta) assinado entre Prefeitura e Câmara em 12 de fevereiro de 2015, por iniciativa do Ministério Público de Ribas do Rio Pardo, quando o Promotor ainda era Marcos Martins de Brito. O ato de restituição foi realizado nesta semana na Câmara Municipal.

Segundo o site Rio Pardo News, em função do elevado valor devolvido, o presidente da Câmara Municipal, Sebastião Roberto Collis (PMDB), considerou o ato como “inédito e histórico” para o município. “Estamos repassando esse dinheiro para conclusão das obras, esperamos que esse dinheiro seja usado da melhor maneira possível e em benefício da população”, disse.

O prefeito José Domingues Ramos (PSDB), assumiu o compromisso de investir em duas obras o valor do duodécimo. "Vamos investir nas obras que estão em andamento e na construção do Ceinf e cobertura da quadra de esportes", conta.

Não é a primeira vez que os vereadores de Ribas do Rio Pardo devolvem dinheiro do duodécimo, um recurso da ordem R$ 328 mil por mês em 2015. Anteriormente a atual gestão já devolveu R$ 163 mil ao executivo municipal, referente ao excedente de dois meses de 2014.

Em um ano e dois meses da nova formação da Câmara Municipal, composta após o afastamento de parlamentares acusados de fraudarem licitações e forjarem documentos para recebimento de diárias, o legislativo municipal conseguiu superar a meta economizando e cortando gastos.

De acordo com o procurador jurídico, Jorge dos Santos, a meta era economizar R$ 1,5 milhão no ano passado e esse valor foi superado. Além dos R$ 1,2 milhão repassados à Prefeitura, ainda restam R$ 26 mil e o valor da reforma e ampliação do prédio da Câmara que será de R$ 273 mil.

Para 2016, a meta de economia continua estabelecida em R$ 1,5 milhão. Montante esse que também deverá ser repassado ao executivo, ao término do ano letivo, em forma de acordo firmados em um novo TAC.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions