ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  08    CAMPO GRANDE 19º

Interior

Câmara vota sexta aumento de salário de prefeito, vice e secretários

Por De Dourados | 14/12/2016 14:57
Câmara de Amambai vai reajustar salário de prefeito e secretários (Foto: Moreira Produções)
Câmara de Amambai vai reajustar salário de prefeito e secretários (Foto: Moreira Produções)

A Câmara de Vereadores de Amambai, município a 360 km de Campo Grande, convocou uma sessão extraordinária para votar o reajuste do salário do prefeito, do vice-prefeito e dos secretários municipais. A sessão será sexta-feira (16) às 8h, pouco antes da diplomação dos eleitos em outubro deste ano.

De acordo com o site A Gazeta News, a sessão extraordinária foi convocada pelo presidente da Câmara, Anílson Rodrigues de Souza, o "Prego" (PT). Na ordem do dia foi incluído o tema "revisão dos subsídios" (salários) dos cargos da prefeitura.

O projeto apresentado pela mesa diretora da Câmara estabelece a adequação dos salários do prefeito, vice-prefeito e secretários municipais aos percentuais de reajustes não aplicados a esses cargos em 2013 e 2014.

Ainda conforme o site de Amambai, em 2013 a administração municipal reajustou os salários dos servidores em 6,5%. No ano seguinte, os servidores tiveram 6% de reajuste, mas o percentual não foi estendido ao salário do prefeito, do vice e dos secretários municipais.

Se o projeto for aprovado, os salários do prefeito e dos integrantes do primeiro escalão terão aumento de 12,5% a partir de 1º de janeiro. O salário do secretário de R$ 6 mil atualmente. Os valores atuais do prefeito e do vice-prefeito não foram informados.

Os vereadores que defendem o reajuste afirmam que o projeto a ser votado na sexta apenas concede a reposição que deveria ter sido aplicada em 2013 e 2014.

Três atuais vereadores que não conseguiram se reeleger são cotados como futuros secretários na administração do prefeito eleito Ednaldo Luiz de Melo Bandeira (PSDB) - Anílson Prego (Secretaria de Agricultura e Pecuária), o vice-presidente da Câmara Luciney Bampi (Secretaria de Meio Ambiente) e Deivid Nicoline de Assis (Secretaria de Habitação).

Ao site A Gazeta News, o presidente a Câmara disse que não estava presente na reunião discutiu o projeto. Deivid Nicoline, presidente da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final, disse que não estava inteirado sobre o assunto , porque estava em Naviraí ontem.

Já Luciney Bampi, vice-presidente da Câmara, informou que o projeto foi discutido entre todos os vereadores e vai apenas corrigir a inflação.

Nos siga no Google Notícias