ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEXTA  12    CAMPO GRANDE 11º

Interior

Com necropsia em mãos, família de soldado pedirá indenização à União

Exame confirmou que a morte do soldado Vinícius Riquelme foi por desidratação e exaustão

Por Mylena Fraiha | 17/06/2024 17:59
Soldado Vinícius, que morreu depois de passar mal em treinamento. (Foto: Redes sociais)
Soldado Vinícius, que morreu depois de passar mal em treinamento. (Foto: Redes sociais)

O exame de necropsia realizado pela Perícia Oficial Falcão Diagnósticos confirmou que a morte do soldado Vinícius Ibañez Riquelme, de 19 anos, ocorreu devido a complicações de saúde severas após um treinamento militar em Bela Vista, a 324 km da Capital. O jovem soldado foi vítima de broncopneumonia acentuada, necrose centro-lobular no fígado, necrose tubular aguda nos rins e desidratação, de acordo com o laudo.

Além disso, o exame apontou que um choque séptico, uma infecção generalizada que afeta múltiplos órgãos, foi um fator determinante para o falecimento. A exaustão física foi identificada como uma causa contributiva, agravada pelo edema pulmonar que resultou em insuficiência respiratória aguda.

Essas conclusões corroboram as informações contidas na certidão de óbito de Vinícius, que já mencionava choque, necrose centro-lobular, distúrbio hidroeletrolítico, desidratação e síndrome infecciosa como causas do óbito.

Ao Campo Grande News, o advogado da mãe de Vinícius, Fernando Lopes de Araujo, disse que com a confirmação oficial das causas da morte, será ajuizada uma ação de indenização.

"O Ministério Público fará a parte criminal, para pedir a condenação dos responsáveis. A minha parte é cível, será pleiteada indenização por danos morais a ser paga pela União Federal. O valor da indenização é fixado pelo juiz, mas geralmente nesses casos gira em torno de um milhão", explicou Fernando.

Parte do relatório de necrópsia de Vinícius Ibañez Riquelme (Foto: Reprodução/Fronteira News)
Parte do relatório de necrópsia de Vinícius Ibañez Riquelme (Foto: Reprodução/Fronteira News)

O caso - Vinícius Ibañez Riquelme, soldado de 19 anos do Exército, faleceu após passar mal durante um treinamento em Bela Vista. A causa da morte foi atribuída a exercícios físicos intensos e desidratação. O soldado faleceu dia 27 de abril.

O jovem servia no Exército havia quase dois meses e participou de um treinamento entre 22 e 26 de abril. Durante esse período, os soldados eram mantidos incomunicáveis. No dia 26 de abril, a mãe de Vinícius foi informada de que ele havia sido levado ao Hospital de Bela Vista.

Ao perceber a gravidade da situação, ela buscou uma explicação médica. Um médico perguntou se Vinícius tinha alguma doença pré-existente, mas ela afirmou que ele era saudável. O médico explicou que o treinamento foi muito extenuante, com esforço acima do limite e falta de hidratação, principais causa da morte do jovem militar.

Em reportagem anterior, um médico nefrologista destacou os riscos do exercício físico extenuante, que pode causar lesões musculares e sobrecarregar os rins, levando à insuficiência renal aguda.

Quando combinado com a desidratação, os efeitos são ainda mais severos, o que pode resultar em um desequilíbrio total do sistema circulatório que pode causar choque - como demonstrado no caso de Vinícius.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias