ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  23    CAMPO GRANDE 31º

Interior

Com salários atrasados, enfermeiros protestam em frente de hospital

Categoria suspendeu atendimentos e se reuniu em frente da Santa Casa de Corumbá

Por Ana Paula Chuva e Silvia Frias | 11/03/2021 12:23
Enfermeiros e técnicos reunidos em frente ao hospital nesta manhã. (Foto: Siems)
Enfermeiros e técnicos reunidos em frente ao hospital nesta manhã. (Foto: Siems)

Profissionais de saúde se reuniram em frente da Santa Casa de Corumbá, cidade a 429 quilômetros de Campo Grande,  nesta quinta-feira (11), para cobrar os salários de fevereiro que estão atrasados há 6 dias. Além da falta de equipamentos de proteção individual, por conta da pandemia de covid-19.

Conforme apurado pelo Campo Grande News, apenas 30% do efetivo da enfermagem permaneceu em atendimento, enquanto os colegas protestavam em frente do hospital. O representante do sindicato está reunido com a direção do hospital.

O protesto foi pacifico, e segundo o Siems (Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem de Mato Grosso do Sul) a intenção é manter paralisação até que haja a quitação dos salários.

“A Santa Casa está lotada de pacientes. A categoria exige que a gestão se posicione sobre essas questões. O maior índice de óbito de profissionais de Enfermagem, por município, está em Corumbá. Por ser região de fronteira a Categoria está ainda mais vulnerável”, afirma o presidente do Siems Lazaro Santana.

Em nota a prefeitura de Corumbá disse que atualmente o repasse mensal contratualizado feito ao hospital é de R$ 513.523, além disso o Município destinou R$ 2,7 milhões em recursos entre janeiro e março.

“A Prefeitura também verifica a viabilidade jurídica de destinar, ainda nesta semana, mais R$ 1 milhão (um milhão de reais) em recursos próprios do Executivo. Esse dinheiro será usado para auxiliar no pagamento dos salários dos funcionários do local.”, diz a nota.

O recurso, de acordo com o Município, foi usado para cobrir o déficit decorrente das ações relacionadas à pandemia de covid-19 e assegurar o atendimento. A Santa Casa é o único hospital publico da região .

Atualmente o hospital tem uma gestão tripartite e em 2021 já recebeu R$ 657.764 do Estado e mais R$ 2.164.889,82 da União, além dos recursos repassados pelo Município.

Após reunião com o sindicato, a direção da Santa Casa informou que o pagamento será feito ainda nesta quinta. Em ofício, o hospital diz que uma dificuldade financeira assola a unidade, assim como em outras Santas Casas do Brasil.

* Matéria editada às 12h38 para acréscimo de informações.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário