A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

02/12/2016 11:45

Concessionária fecha acessos em rodovia e revolta comerciantes

Comerciantes reclamam que CCR e ANTT reprovaram projeto que custou R$ 60 mil; bloqueios ameaçam novos empreendimentos

De Dourados
Acesso à área urbana de Nova Alvorada do Sul fechada pela CCR (Foto: Direto das Ruas)Acesso à área urbana de Nova Alvorada do Sul fechada pela CCR (Foto: Direto das Ruas)
Empresários reclamam que fechamento de acessos ameaça comércio local (Foto: Direto das Ruas)Empresários reclamam que fechamento de acessos ameaça comércio local (Foto: Direto das Ruas)

Moradores de Nova Alvorada do Sul, cidade a 120 km de Campo Grande, estão em guerra com a CCR MS Via, que detém a concessão da BR-163 em Mato Grosso do Sul. Eles reclamam que a empresa, com anuência da ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre), fechou os acessos a empresas e ao perímetro urbano e dificulta o deslocamento da população.

Representantes da concessionária e moradores tentaram chegar a um acordo e até um projeto foi encomendado pela CCR. Com ajuda financeira da prefeitura e da Câmara de Vereadores, os moradores gastaram R$ 60 mil para elaborar o projeto, mas as alterações propostas foram rejeitadas pela empresa.

O m empresário Anderson José Gomes disse ao Campo Grande News que pelo menos oito acessos foram fechados pela concessionária, alguns inclusive na área central, o que dificulta o acesso dos moradores entre os dois lados da cidade.

Com 20 mil habitantes, Nova Alvorada do Sul é cortada ao meio pela BR-163. Antes de se tornar município, o povoado era conhecido como “Entroncamento”, devido ao trevo da BR-163 com a BR-267 na entrada da cidade.

“Tem gente que estava fazendo investimentos e agora não sabe o que vai acontecer, como a construção de um hotel, em que a proprietária fez o financiamento e a obra está parada. O comércio local todo está sendo prejudicado. Os hotéis já sofrem com a queda no movimento. O viajante passa, não consegue entrar e vai embora”, afirmou Anderson.

Anderson disse que está construindo duas empresas no polo industrial da cidade – uma construtora e uma metalúrgica – também está sendo prejudicado pelo fechamento do único acesso ao local pela BR-163. “Estava com dez funcionários contratados, tive que dispensar cinco. Está tudo parado agora e se nada for feito muitas empresas vão fechar”.

O Campo Grande News procurou a assessoria da CCR MS Via. O contato foi feito ontem e a assessoria informou que daria uma resposta sobre a reclamação dos moradores de Nova Alvorada do Sul, o que não ocorreu até 11h30 de hoje.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions