ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 20º

Interior

Escritor lança livro sobre "história extraordinária" de Dourados

"História de Dourados: Gênese de sua fundação (1914-1943)" foi escrito por Carlos Magno Amarilha

Por Helio de Freitas, de Dourados | 24/05/2022 16:17
Carlos Magno com o livro que será lançado hoje em Dourados (Foto: Divulgação)
Carlos Magno com o livro que será lançado hoje em Dourados (Foto: Divulgação)

O historiador sul-mato-grossense Carlos Magno Amarilha lança hoje (24) o livro "História de Dourados: Gênese de sua fundação (1914-1943)". A obra aborda a origem da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul como como povoado até os dias atuais, passando pelo processo de evolução ao longo do tempo.

Carlos Amarilha enfatiza Dourados enquanto povoado oriundo do meio da floresta bruta que se estabeleceu como ponto de encontro de fazendeiros e produtores da erva-mate, de paragem para os viajantes e que cresceu e se desenvolveu a partir das colônias agrícolas.

Para o escritor, a história da fundação de Dourados é uma das mais extraordinárias do Brasil contemporâneo. “Logo após a Guerra do Paraguai há lutas internas, externas, peleja pelo poder político, batalha de determinado partido, lutas através das armas, embates fratricidas - conhecidas por ‘revoluções’ – e contra o poder econômico do monopólio da erva-mate exercido pela Companhia Matte Larangeira", descreve o autor.

No livro, Carlos Amarilha detalha o resultado da pesquisa sobre a sede, a vila e o povoado, denominado primeiramente como “Patrimônio dos Dourados”, ponto de descanso dos viajantes carreteiros e das comitivas.

“Igualmente, era lugar de evento cívico, de baile, de aquisições de remédios, da cachaça, do querosene, das compras em geral. Transformou-se em distrito em 15 de junho de 1914, em município em 20 de dezembro de 1935 e no ano de 1943 em Colônia Agrícola Nacional de Dourados”, cita o historiador.

Segundo Carlos Amarilha, o livro foi dividido em cinco tópicos. O primeiro é sobre a criação do Distrito de Dourados, o segundo aborda a emancipação política e a criação do município, o terceiro detalha as colônias agrícolas, o quarto trata dos deslizes históricos nas fontes oficiais e, por fim, o quinto tópico aborda o poder simbólico da data cívica de 20 de dezembro (aniversário de Dourados).

O historiador afirma que Dourados é o segundo município mais populoso de Mato Grosso do Sul, mas em termos de produção e valorização de sua história, a cidade pouco tem feito em comparação a outros municípios do Estado.

Segundo ele, a história da fundação do município não é pergunta simples de responder, pois apenas os documentos oficiais não traduzem todas as realidades de sua criação. “Há inúmeras possibilidades de respostas sobre os vários eventos ocorridos no passado, diversas fontes são imprescindíveis para o entendimento do contexto histórico.

O lançamento oficial será às 19h na Câmara Municipal de Dourados. O livro foi publicado em papel e no formato digital (Amazon). Mais informações podem ser obtidas com a assessoria do Grupo Literário Arandu (grupoliterarioarandu@gmail.com) ou pelo WhataApp através do número (67) 9.8148-0894.

Nos siga no Google Notícias