A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

31/05/2019 13:59

Espancada pelo marido, mulher é internada com rosto desfigurado

Homem de 23 anos foi autuado em flagrante por tentativa de feminicídio e mulher de 32 está internada em Amambai

Helio de Freitas, de Dourados

Uma mulher de 32 anos de idade, moradora na Aldeia Amambai, no município de mesmo nome localizado na região sul de Mato Grosso do Sul, fronteira com o Paraguai, está internada em estado grave após ser espancada pelo marido, de 23 anos.

Detido por lideranças da aldeia e levado para a delegacia da Polícia Civil, o homem foi autuado em flagrante por tentativa de feminicídio e está preso. Ele confessa ter espancado a mulher e diz que estava bêbado.

Ao Campo Grande News, a delegada Larissa Franco Serpa, responsável pelo caso, disse que o homem usou um pedaço de pau para espancar a mulher com quem vivia há dois anos. Ela ficou com rosto desfigurado, está com os lábios e face inchados e não consegue falar.

Há suspeita de que durante a sessão de espancamento parte da língua da vítima tenha sido decepada, mas a delegada disse não ter ainda certeza se isso de fato aconteceu.

“Moradores da aldeia falam que ela já era vítima de violência há algum tempo, mas não tinha denunciado. Possivelmente os dois sejam alcoólatras. Ele desfigurou o rosto dela. Na situação que estava, se não fosse socorrida pelos bombeiros ela teria morrido”, afirmou a delegada.

Segundo Larissa Serpa, após espancar a mulher o autor fugiu do local. Foram os vizinhos que acionaram o Corpo de Bombeiros. Logo em seguida o homem foi detido pelas lideranças da aldeia e levado para a delegacia, onde permanece recolhido.

A Aldeia Amambai é marcada por casos de violência contra a mulher. Em fevereiro deste ano, Adriana Gomes, 38, foi morta pelo ex-marido, Milton Homero, 48, de quem estava separada há dois meses.

Adriana tinha uma medida protetiva contra Milton, mas a ordem judicial não impediu o criminoso de matá-la com uma facada no peito na frente dos sete filhos do casal. O homem foi preso uma semana depois escondido no assentamento indígena Guaiviry, localizado na margem da MS-386, entre Amambai e Ponta Porã.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions