ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  18    CAMPO GRANDE 25º

Interior

Estado registra a sétima morte por covid-19, a terceira em Três Lagoas

O óbito foi registrado no início da manhã desta quinta-feira (23) pela Secretaria Municipal de Saúde

Por Viviane Oliveira | 23/04/2020 09:20
Cidade de Três Lagoas, distante 338 quilômetros de campo Grande, vista do alto (Foto: divulgação)
Cidade de Três Lagoas, distante 338 quilômetros de campo Grande, vista do alto (Foto: divulgação)

Mais uma morte por covid-19 foi confirmada pela SES (Secretaria Municipal de Saúde) de Três Lagoas, cidade distante 338 quilômetros de Campo Grande. Internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), a vítima é uma idosa de  76 anos. Ela tinha outras patologias, como hipertensão, doença neurológica crônica e Alzheimer.

O óbito foi registrado no início da manhã desta quinta-feira (23), a 7ª morte por covid-19, a 3ª no município. A idosa estava entre os 24 casos positivos de Três Lagoas, informados no Boletim Epidemiológico emitido pela Vigilância Epidemiológica.

O sepultamento da mulher será de acordo com o que determina o protocolo do Ministério da Saúde para pessoas que morrem por contágio da doença, com caixão lacrado e sem velório.

A primeira morte por covid-19 em Três lagoas foi registrada no dia 15 de abril, quando uma idosa de 81 anos, moradora em um asilo da cidade, foi hospitalizada e não resistiu.

O 2º óbito registrado foi de José Francisco Marques Neto, 87 anos, na última terça-feira (21). Ele foi o primeiro prefeito de Brasilândia e também vereador em Três Lagoas. O idoso estava internado no Hospital Nossa Senhora Auxiliadora.

Casos - Até a manhã de ontem (22), em boletim divulgado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde), o Estado tinha 176 casos confirmados.  A Capital concentra a maior parte dos casos da doença e responde por duas das sete mortes registradas.

Os mais atingidos pela doença são pessoas entre 30 e 39 anos. Os idosos com mais de 60 anos, considerado grupo de risco, já respondem por 17 casos. Tinham idade de 63 e 71 as idosas que morreram em Campo Grande, em decorrência da doença. Na sexta-feira da semana passada, em 24h, a Capital registrou 14 novos casos de coronavírus, marcando o dia com mais confirmações, desde o início da pandemia.