A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

29/12/2015 13:51

Estradas rurais estão destruídas após dois meses de chuva quase todo dia

Além dos estragos na zona rural de Naviraí, cratera aberta pela enxurrada divide ao meio o bairro Vila Alta, na área urbana

Helio de Freitas, de Dourados
Estrada rural no município de Naviraí, destruída pela chuva (Foto: Divulgação)Estrada rural no município de Naviraí, destruída pela chuva (Foto: Divulgação)

Há dois meses chove quase todos os dias em Naviraí, município a 366 km de Campo Grande, na região sul de Mato Grosso do Sul. Os estragos provocados pela enxurrada e erosões estão por todos os lados, tanto na cidade quanto na zona rural, onde as estradas vicinais estão intransitáveis e algumas bloqueadas por queda de pontes ou aterros.

No perímetro urbano, os maiores danos ocorreram na região do Vila Alta, onde uma cratera aberta pela chuva divide o bairro ao meio.

Além dos estragos na cidade, as estradas também preocupam os moradores e autoridades locais. Levantamento feito pela prefeitura encontrou regiões totalmente isoladas por causa de desmoronamento de aterros e voçorocas surgidas em vários locais.

No fim de semana voltou a chover forte no município e algumas áreas rurais voltaram a ser castigadas. De acordo com Ivan Rech, responsável pela equipe que trabalha nesse setor, o maior problema não é o período chuvoso, mas o volume de água muito acima da média. Em pelo menos três oportunidades ocorreram chuvas com mais de 100 milímetros em duas ou três horas, segundo a assessoria do prefeito Léo Matos (PSD).

O Núcleo de Infra Estrutura Rural da prefeitura informou que as regiões mais afetadas são das fazendas Pindó, Santa Cruz, São Nicolau, Perpétuo Socorro, Maringá, Dona Ana, Nossa Senhora Aparecida, Campo Florido, Mato Verde, Santa Eliza e São Joaquim.

“Já temos um problema enorme na cidade e recorremos ao governo estadual para nos ajudar. Agora temos muitos estragos no campo”, afirmou Léo Matos. O prefeito agradeceu a compreensão dos moradores e conta pediu apoio para montar uma força-tarefa e iniciar a reconstrução das vias. “Vamos precisar de muita ajuda, de proprietários rurais, do Estado e das empresas”.

Segundo a prefeitura, além das estradas sob responsabilidade do município, os produtores ainda enfrentam dificuldades na rodovia estadual MS-489, que liga o município ao Porto Caiuá. A estrada tem pontos com risco de desmoronamento e pode ser interditada há qualquer momento.

Cratera aberta pela enxurrada começa a invadir estrada que liga ao Porto Cauiá (Foto: Divulgação)Cratera aberta pela enxurrada começa a invadir estrada que liga ao Porto Cauiá (Foto: Divulgação)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions