ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, TERÇA  13    CAMPO GRANDE 31º

Interior

Foragido, homem é preso por matar mulher a facadas no meio da rua

Durante discussão, suspeito abraçou vítima, momento em que desferiu golpes de faca.

Por Mirian Machado | 04/03/2021 12:38
Homem foi preso escondido em casa de Corumbá (Divulgação/PC Ladário)
Homem foi preso escondido em casa de Corumbá (Divulgação/PC Ladário)

Rafael Moreira da Silva de 25 anos foi preso nesta manhã (4) em Corumbá, cidade a 419 km de Campo Grande, após denuncia anônima. O rapaz é acusado de matar Luzinete Fernandes Pedro de 47 anos, na cidade vizinha, Ladário no mês passado.

Policiais do SIG (Serviço de Investigação Geral) de Corumbá e Ladário receberam a denuncia e ao averiguar as informações encontraram o homem em uma residência no Bairro Cervejaria em Corumbá, segundo apurado pelo portal Diário Corumbaense.

O delegado titular da Delegacia de Ladário, Luca Venditto Basso afirmou que o homem teve um relacionamento afetivo com a mulher alguns meses atrás. O autor que é natural de Rio Verde de Mato Grosso foi morar na cidade e em pouco tempo iniciou o relacionamento. “Relato de testemunhas informam que o casal discutia e tinha brigas constantes, mas não se sabe como se conheceram”, contou em entrevista ao portal.

Segundo o delegado, no dia do crime, 21 de fevereiro por volta das 1h45 ambos discutiram e no meio da rua Rafael abraçou Luzinete e sacou a faca golpeando-a no peito e costas. “Testemunhas disseram que não perceberam o crime, pois parecia que os dois estavam se abraçando”, contou Venditto.

Logo após as oitivas foi pedida a prisão de Rafael que desde então estava foragido. Agora preso, ele responderá por feminicidio

Crime- O assassinato ocorreu na Rua Eucalipto, no Bairro Alta Floresta II. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegou a socorrer Luzinete, mas ela não resistiu e morreu no local. O óbito foi constatado pelo médico da equipe de socorro. Ela não portava documentos e foi identificada pela irmã no decorrer da ocorrência.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário