A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Maio de 2017

15/07/2011 16:49

Força Nacional deve continuar em Ponta Porã por mais 90 dias

Ana Paula Carvalho
Permanência da base da Força Nacional de Ponta Porã foi prorrogada por mais 90 dias.Permanência da base da Força Nacional de Ponta Porã foi prorrogada por mais 90 dias.

Nesta sexta-feira (15) o Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, prorrogou por mais 90 dias o prazo para que a Força Nacional atue nas regiões de fronteira, incluindo Ponta Porã. Segundo ele, a atuação dessas bases será para dar apoio a operações realizadas pela Polícia Federal.

Hoje, a Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) do Ministério da Justiça chegou a Mato Grosso do Sul para dar apoio à Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública nas áreas de fronteira com o Paraguai.

De acordo com informações do Ministério, o prazo de permanência é de 90 dias, mas esse período pode ser prorrogado se for necessário.

Polêmica-No mês passado, o Ministério da Justiça confirmou que a base da Força Nacional sairia de Ponta Porã e, que o efetivo seria retirado até o dia 30 de junho. Parlamentares chegaram a enviar um ofício ao Ministério da Justiça solicitando a permanência da base na cidade que faz fronteira com o Paraguai, alegando a vulnerabilidade da fronteira com o país vizinho.

A instalação da base, em 2009, representou um investimento de R$ 160 milhões, e gerou polêmica por ocupar uma área de 34,5 hectares cedida pela Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) no Assentamento Itamarati, terras que, segundo as críticas da época, deveriam ser destinadas exclusivamente aos fins da reforma agrária. O Ministério Público Federal em Ponta Porã instaurou inquérito e pediu a anulação do processo de repasse da área.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions