A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 26 de Março de 2017

25/05/2012 12:00

Há um dia na prisão, homem é morto por colega de cela durante discussão

Nadyenka Castro

Polícia foi informada que a vítima havia cometido suicídio, mas, ao chegar no local, detento confessou o crime

Marcelo Ayala Gonçalves, 29 anos, foi morto pelo colega de cela por volta das 23 horas dessa quinta-feira, no Estabelecimento Penal Máximo Romero, em Jardim, a 233 quilômetros de Campo Grande. Ele estava preso no local havia um dia.

A Polícia Civil foi chamada para ir ao presídio com a informação inicial de que um detento havia cometido suicídio. Quando os policiais chegaram no local encontraram Marcelo com o pescoço pendurado em um corda de lençóis, amarrada à grade da janela do banheiro.

Em conversa com Alessandro Silva de Souza, 23 anos, os policiais verificaram que não havia ocorrido suicídio e sim homicídio doloso. Alessandro confessou a morte do colega de cela e disse que matou Marcelo durante discussão.

Marcelo tinha sido preso na quarta-feira (23), em cumprimento a mandado de prisão preventiva pelo crime de tentativa de homicídio expedido pela comarca de Campo Grande. Ele responde a processo pelo crime.

De acordo com a Polícia, Marcelo tem passagens por lesão corporal dolosa, roubo, violência sexual e portar drogas para o consumo pessoal.

Alessandro está preso desde o último dia 13, quando foi autuado em flagrante por furto. Ele tem passagens por tentativa de roubo e posse ilegal de arma de fogo.

Por rixa antiga, adolescentes matam jovem de 18 anos a facadas
Uma briga acabou em morte na noite de ontem em uma lanchonete de Juti, município a 320 quilômetros de Campo Grande. Willian Santiago Perrengue, de 18...
PMA apreende carga ilegal de 46 mil litros de combustível para avião
A PMA (Polícia Militar Ambiental) apreendeu durante bloqueio realizado na BR-262, em Três Lagoas - cidade localizada a 338 km de Campo Grande - uma c...
Identificados assaltantes mortos em confronto com a polícia militar
Os assaltantes mortos em confronto com a PM (Polícia Militar) na madrugada deste sábado (25) em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, foram...



bandido tem q morrer mesmo,menos um para ser sustentado as nossas custas....
olha (pedro braga) ta com dó pq não levou para sua casa???direitos humanos tem q existir só para cidadoes de bem não para bandidos......
 
nilda lima em 25/05/2012 03:52:44
A FAMÍLIA DA VÍTIMA, TERÁ QUE PROCURAR O MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL, E MOVER UMA AÇÃO CONTRA O ESTADO, POR NÃO GERAR SEGURANÇA AO PRESIDIÁRIO, POIS A CADEIA, FOI FEITA, PARA RESSOCIALIZAR, GUARDAR ALGUÉM PARA CUMPRIMENTO DE PENA, NÃO PARA SER VÍTIMA DE HOMICÍDIO, É UM LUGAR ONDE OS PARENTES E A SOCIEDADE, FICARIA SOSSEGADO, QUANDO ALGUNS DO SEUS FICASSE LÁ, PARA CUMPRIMENTO DE PENA, CADÊ O DIREIT
 
pedro braga em 25/05/2012 03:01:30
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions