A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

18/03/2016 11:31

Instituto determina tombamento histórico definitivo de ponte ferroviária

Renata Volpe Haddad
Inaugurada em 1947, ponte Eurico Gaspar Dutra, é tombada definitivamente como patrimônio histórico. (Foto: Prefeitura de Corumbá)Inaugurada em 1947, ponte Eurico Gaspar Dutra, é tombada definitivamente como patrimônio histórico. (Foto: Prefeitura de Corumbá)

A ponte ferroviária Eurico Gaspar Dutra, em Corumbá, distante 419 km de Campo Grande, foi tombada definitivamente como patrimônio histórico, conforme publicação do Iphan (Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), no Diário Oficial da União desta sexta-feira (18).

Em 25 de abril de 2011, a ponte havia sido tombada, mas conforme publicação de hoje, o Iphan determina definitivamente a Eurico Gaspar Dutra como patrimônio histórico. O tombamento foi inscrito no Livro do Tombo Histórico, no Livro do Tombo das Belas Artes e no Livro do Tombo Arqueológico, Etnográfico e Paisagístico.

Inaugurada em 1947, a ponte também é conhecida como Barão do Rio Branco. Na época de sua criação, foi considerada uma das maiores obras de engenharia do mundo, passando por cima das águas do rio Paraguai e utilizada como estrada ferroviária da extinta Estrada de Ferro Noroeste Brasil/RFFSA.

Com dois quilômetros de extensão, a estrada se tornou uma opção de ligação entre o Brasil, em Corumbá, com a Bolívia. Em anos anteriores, o transporte de passageiros, veículos ou mercadorias era feito por meio de balsas, mas devido os ciclos de cheia e seca do Pantanal, a medida se tornou inviável.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions