A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019

14/10/2018 12:39

Jovens são presos com R$ 10 mil em notas falsas e supermaconha na mala

Produtos ilícitos estavam escondidos no interior de duas malas no bagageiro de um ônibus de viagem; dupla não revelou origem dos materiais

Liniker Ribeiro
Dupla presa em flagrante com suoermaconha e dinheiro falso (Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News) Dupla presa em flagrante com suoermaconha e dinheiro falso (Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News)

Dois passageiros de um ônibus de viagem foram presos em flagrante transportando drogas e mais de R$ 10 mil em notas falsas de dinheiro, na noite deste sábado (13). A dupla viajava em um veículo da empresa Viação Motta, que fazia o itinerário Ponta Porã/Presidente Prudente (SP), e a prisão aconteceu no terminal rodoviário de Dourados - a 233 km da Capital.

Segundo o boletim de ocorrência, uma denúncia anônima revelou que bagagens estavam exalando um forte odor de maconha, o que ficou confirmado após vistoria. A droga estava escondida em duas malas, sendo que uma delas pertencia a João Victor Santos Rocha Barbosa, de 19 anos, e a outra era de Lucas dos Santos Santana, de 25 anos.

Identificadas como sendo dos viajantes das poltronas 12 e 14, os jovens a princípio afirmaram que estariam viajando apenas com uma mochila cada um, negando haver malas no bagageiro.

Em uma das bagagens foram encontradas 18 tabletes de maconha, que totalizaram 11 kg. A segunda mala continha 13 tabletes de maconha, totalizando 9,85 kg, e um involucro com substância skank - conhecida como supermaconha - pesando aproximadamente 400 gramas. Na bagagem também foram encontradas duas balanças de precisão e várias cédulas de dinheiro falso.

Ao todo, as notas falsas totalizaram R$ 10.120,00. O valor estava distribuído em 226 notas de R$ 20, dez notas de R$ 100 e 92 notas de R$ 50. Outros R$70 reais falsos foram encontrados com João.

Questionada, a dupla não revelou a origem dos ilícitos, permanecendo em silêncio. Os dois foram presos e levados para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Dourados.


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions