A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2019

15/06/2011 19:08

Mulher que lesou em R$ 100 mil grupo que faria excursão se entrega à Polícia

Paula Maciulevicius

Maristela das Dores foi indiciada por estelionato e vai aguardar em liberdade

Às vésperas da viagem, grupo descobriu que organizadora tinha fugido com dinheiro. Maristela das Dores se entregou à Polícia. (Foto: Diarionline)Às vésperas da viagem, grupo descobriu que organizadora tinha fugido com dinheiro. Maristela das Dores se entregou à Polícia. (Foto: Diarionline)

A mulher acusada de lesar em mais de R$ 100 mil um grupo de fiéis que viajaria em uma romaria até a cidade paulista de Aparecida, no início do mês, se apresentou à Polícia Civil e foi indiciada por estelionato. Maristela das Dores Rodrigues, que organizava a excursão, vai aguardar em liberdade a conclusão das investigações.

Ela pode pegar pena de até cinco anos de prisão em caso de condenação judicial. De acordo com o site Diarionline, Maristela se apresentou, na semana passada e a Polícia vai ouvir todas as vítimas. Ao todo, 168 pessoas foram lesadas.

O delegado responsável pelo caso, Enilton Zalla informou que a mulher se apresentou em companhia do advogado e explicou que gastava o dinheiro na medida em que recebia dos fiéis. Quando chegou a data para a viagem não tinha a quantia necessária para cobrir os custos do deslocamento de ida e volta do grupo de romeiros e resolveu sair de Corumbá, para Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia.

Pelo fato de ela estar colaborando coam a Justiça e vendendo a casa para pagar a dívida, vai ficar em liberdade, explicou o delegado.

Caso - Um grupo de 168 pessoas de Corumbá foi vítima de um golpe de mais de R$ 100 mil na véspera da viagem que eles fariam para a cidade de Aparecida, no Estado de São Paulo.

As vítimas descobriram que foram roubadas no dia 31 de maio, véspera da viagem. Eles foram informados que a responsável pela organização da viagem, Maristela das Dores Rodrigues, havia fugido com o dinheiro.

A mulher, antes de fugir, deixou uma carta explicando os motivos por ter roubado o dinheiro. Ela afirmou que iria sumir com o dinheiro, pois se sentiu tentada com o valor que tinha em mãos. Ainda pedia desculpas para toda a família pelo que iria fazer.

Conforme ela relata na carta, para resolver a questão e pagar a dívida, a mulher apontou uma saída: "de alguns eu devolvi o dinheiro. Paguei R$ 10.040 ao hotel. Deixarei escrito para que meu marido venda a casa para poder devolver o dinheiro, tenham paciência, pois não será fácil (...) Mas, estou pagando pelos meus erros".

Durante um ano, as vítimas pagaram uma taxa mensal, no valor de R$ 50 reais a fim de cobrir as despesas de uma viagem para a cidade.

No total, cada vítima pagou o valor de R$ 600 que custearia ida e volta e estadia. A partida de Corumbá estava marcada para o dia 1º de junho e retorno no dia 06. O grupo estava distribuído em quatro ônibus.

Mulher rouba R$ 100 mil de grupo que faria excursão para Aparecida
Polícia está investigando o casoUm grupo de 168 pessoas de Corumbá foi vítima de um golpe de mais de R$ 100 mil na véspera da viagem que eles fariam...
Jovem que transmitiu automutilação ao vivo é internado em clínica terapêutica
O adolescente que foi socorrido para uma unidade de saúde, após transmitir ao vivo, via Facebook, vídeo em que se automutilava foi encaminhado para o...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions