A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

31/03/2016 09:32

Polícia esclarece roubo, mas ainda não localizou dupla que atirou em comerciante

Rapazes de 19 anos, que atualmente moram em Itaporã, são apontados como autores do assalto; armas, moto e roupas usadas no crime foram localizadas ontem na casa de um dos suspeitos

Helio de Freitas, de Dourados
Armas usadas no assalto a uma refrigeração, ontem em Dourados (Foto: Sidney Bronka/94 FM)Armas usadas no assalto a uma refrigeração, ontem em Dourados (Foto: Sidney Bronka/94 FM)

A Polícia Civil considera esclarecido o assalto a uma refrigeração, ocorrido ontem de manhã em Dourados, a 233 km de Campo Grande. Durante o roubo, a comerciante Maria Sidney Cajueiro dos Santos Sato, 42, tentou tomar a arma de um dos criminosos e levou dois tiros no peito. Ela está na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital da Vida e seu quadro é considerado grave.

De acordo com o SIG (Serviço de Investigações Gerais), o crime foi praticado por Daniel Roth da Silva e Jonas Humberto Teixeira Silva, os dois com 19 anos de idade. Eles moravam em Dourados, mas atualmente residem em Itaporã.

Na casa de Daniel, os policiais encontraram dois revólveres, calibres 38 e 357, as roupas usadas pelos assaltantes no momento do crime, a moto e os capacetes. Os dois estavam usando capacete quando chegaram à refrigeração, localizada na Rua Bela Vista, no Jardim São Pedro, e fizeram cinco pessoas de reféns.

O delegado do SIG, Mateus Zampieri, informou que nesta quinta-feira vai pedir a prisão preventiva dos suspeitos. Segundo ele, os dois foram identificados pelo serviço de inteligência da Polícia Civil.

Ele pediu apoio da população para localizar e prender os acusados. Qualquer pista pode ser repassada à polícia de forma anônima pelos telefones (67) 3411-8080 e (67) 3411- 8060.

O roubo – Por volta de 7h de ontem, os dois assaltantes chegaram armados à refrigeração Tec Frezzer, localizada na Rua Bela Vista, e renderam o proprietário, Toyoshi Sato, 49, sua mulher Maria dos Santos Sato, dois funcionários e o filho do casal, de 19 anos.

Maria tentou tomar a arma de um dos criminosos e foi atingida por dois tiros disparados de curta distância. Ao ver a mulher ferida, Toyoshi Sato entrou em luta corporal com o assaltante, mas a pedido do filho soltou o bandido e os dois criminosos fugiram levando apenas telefones celulares das vítimas.

Réu em condenado em audiência realiza por videoconferência em São Gabriel
Foi realizada nesta semana em São Gabriel do Oeste - cidade localizada a 140 km de Campo Grande - o primeiro Tribunal do Júri por videoconferência da...
IFMS de Rio Brilhante forma 52 alunos em cursos de qualificação
Foi realizada nesta semana em Rio Brilhante - cidade localizada a 163 km de Campo Grande - a formatura de dos alunos que realizaram no polo local do ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions