A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

23/06/2016 20:50

Presídio semiaberto implanta biometria para controle de fluxo de detentos

Nyelder Rodrigues

Foi implantado no presídio de Amambai - cidade localizada a 360 km de Campo Grande - o sistema de leitura biométrica para controle de entrada e saída dos detentos que cumprem pena de regime semiaberto, aberto e albergados no local. O sistema está integrado à intranet da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário).

A novidade faz parte de um pacote de segurança instalado na unidade, com o apoio financeiro do Conselho da Comunidade de Amambaí, atendendo a pedido da direção da Agepen para modernizar os trabalhos. Foram investidos cerca R$ 6,5 mil.

O sistema é composto por leitor biométrico, um HD para salvamento de dados, um nobreak e dois monitores. O registro biométrico teve início há cerca de 15 dias e está em fase de testes para a capacitação dos agentes penitenciários.

"Com a biometria, o controle passou ser automático e mais preciso, tornando mais difícil qualquer tipo de erro na contagem dos presos", destaca o diretor do presídio, Alexandre Ferreira de Souza, reforçando que esse controle de saída e retorno dos detentos era feito de forma manual, demandando mais tempo e risco aos agentes penitenciários.

Segundo o dirigente, com a inovação, o arquivamento de informações sobre os detentos será monitorado com mais velocidade e clareza, além de possibilitar a troca de dados simultânea com o banco de dados estadual.

Além do sistema de biometria, há cerca de três meses a unidade semiaberta de Amambai recebeu um moderno sistema de videomonitoramento composto por 16 câmeras com resolução em Full HD, capaz de monitorar toda a movimentação ao redor da penitenciária. Essa aquisição também foi financiada pelo Conselho da Comunidade.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions