A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 26 de Fevereiro de 2017

31/01/2014 09:51

Rios de MS recebem reforço de fiscalização com início do pesque-solte

Aliny Mary Dias
Lancha usada em fiscalização foi comprada em parceria com o Ministério da Pesca (Foto: Divulgação/PMA)Lancha usada em fiscalização foi comprada em parceria com o Ministério da Pesca (Foto: Divulgação/PMA)

Proibida desde o início da Piracema, desde novembro do ano passado, nos rios de Mato Grosso do Sul, a pesca na modalidade pesque-solte será liberada a partir de amanhã (1º). Com o início das atividades, a fiscalização da PMA (Polícia Militar Ambiental) será reforçada.

No rio Paraguai, as ações serão intensificadas entre Corumbá e Porto Murtinho, cidades que recebem a calha do rio Paraguai.

Uma lancha comprada em parceria com o Ministério da Pesca será usada no trabalho, com foco na fronteira do Brasil com a Bolívia e o Paraguai. A região da fronteira com o Mato Grosso, incluindo o Parque Nacional do Pantanal, também será fiscalizada.

De acordo com a PMA, equipes de Campo Grande irão para a cidade para aumentar a eficácia das fiscalizações. O objetivo é que os pescadores soltem os peixes de volta nos rios e não sejam autuados por pesca predatória.

A saída de embarcações do Porto Geral de Corumbá também passará pelas ações. Os turistas serão orientados pelos militares sobre a pesca na modalidade pesque-solte.

Homem é socorrido em estado grave após ser ferido com cinco facadas
Jovem de 26 anos foi ferido com pelo menos cinco facadas, na madrugada de hoje (26), na Avenida Brasil, no Bairro Centro, em Campo Grande. Genaro Fl...
Homem é preso por comércio ilegal e 216 kg de pescado são apreendidos
Equipes da PMA (Polícia Militar Ambiental) e Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) prenderam em Anastácio - cidade localizada a 1...



PESCADOR PROFISSIONAL essa modealidade de profissão tem que acabar, abastecer cidades com peixes nativo é piada, conheço um pescador que captura 50 pacu na medida e fora dela por dia com todas as armadilhas possiveis, depredando nossos rios e gastamos horrores para irmos até o rio para pegar um ou dois e nós amadores somos os vilões, a pesca teria que ser aberta o ano todo na modalidade pesca e solta, quer comer peixe vai na beira do rio, pesque coma e solte o resto que não va comer, o turismo movimentaria milhares de familias e os ditos pescadores profissionais poderia ser pirangueiro dos turista, tendo somente eles autorização como guia turistico e responsavel pelo cumprimento do pesque e solte. Isso na realidade é uma mafia de inclusive PMA envolvida, eles sabem da pesca predatoria.
 
Maciel Pereira em 04/02/2014 00:29:23
Parabéns senhor Silvio, é exatamente isso, turistas não depredam os rios, os grandes predadores são Pescadores Profissionais, a PMA sabe disso, basta fiscalizar.
 
mauricio dornellas em 31/01/2014 15:46:11
Parabéns pelo comentário sr. Silvio, concordo plenamente.
 
Anderson Idie em 31/01/2014 13:20:19
A nossa PMA, tem que saber que a maioria dos pescadores amadores e turistas, são
pessoas com educação ambiental, respeitam as medidas de pescados, o periodo de
reprodução, não depredam a natureza, fazem coleta de lixo na beira dos rios.
O problema maior que enfrentamos são os predadores denominados "PESCADORES
PROFISSIONAIS', ai sim que teria que ter uma fiscalização rigida, pois eles não perdem
viajem, usam todos tipos de armadilhas que possam imaginar, basta qualquer cidadão ir
nas cidades margeadas pelos nossos rios, que encontram peixes pescados na piracema,
não precisa ser detetive profissional, qualquer Zé Mane sabe disso., então vamos valorizar
mais os amadores que fomentam hoteis, pesqueiros, restaurantes etc.etc.
Vamos que vamos
 
silvio silverio em 31/01/2014 10:27:11
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions