A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 18 de Agosto de 2019

01/06/2019 18:24

Segunda execução a tiros do dia mata tio e criança de 4 anos na fronteira

Pai da criança estava com as vítimas em motocicleta atingida e foi socorrido em estado grave; mais cedo, carioca foi assassinado

Liniker Ribeiro e Helio de Freitas
Motocicleta usada por vítimas de execução na fronteira (Foto: Direto das Ruas)Motocicleta usada por vítimas de execução na fronteira (Foto: Direto das Ruas)

Três pessoas de uma mesma família, entre elas uma criança, de 4 anos, foram atingidas por tiros de pistola 9mm , por volta das 17h deste sábado (1º), no município paraguaio de Pedro Juan Cabalero, na fronteira com Ponta Porã – a 323 quilômetros da Capital. A criança e um dos adultos feridos, não resistiram aos ferimentos e morreram.

Iker Salinas Pana, de 4 anos, morreu ainda no local. Já Gabriel Salinas Pana, de 22 anos, tio da criança, chegou a ser socorrido, mas veio a óbito logo em seguida. A terceira vítima, Eliel Salinas Pana, de 25 anos, pai de Iker, foi socorrido em estado grave.

De acordo com as primeiras informações, as vítimas circulavam em uma motocicleta na região do bairro Defensores del Chaco, quando pistoleiros disparam contra o veículo. Este foi o segundo ataque de pistoleiros, neste sábado, na cidade. No fim da manhã, o brasileiro Rômulo Augusto Moraes dos Santos, de 24 anos, também foi assassinado a tiros de pistola 9mm.

No caso desta tarde, a suspeita é de que os disparos foram direcionados para o pai da criança, socorrido em estado grave. O caso está sendo investigado.

Este e o segundo homicídio em menos de cinco horas na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero na fronteira com Ponta Porã.

Primeira execução – O carioca morto no fim da manhã seguia em um Chevrolet Onix preto pela Rua Bernardino Caballero, a poucos metros do território brasileiro, quando foi alcançado por dois pistoleiros em uma moto. Ele tentou fugir pela porta do carona, mas foi cercado pela dupla e atingido por vários tiros.

O rapaz chegou a ser retirado do carro e levado ao hospital regional da cidade, mas morreu antes de receber atendimento. Os policiais encontraram um documento emitido pelo governo do país vizinho com autorização para permanência por dois anos em território paraguaio.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions