A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 23 de Março de 2017

25/06/2013 09:25

Sem verba, Feira de Orquídeas de Sidrolândia é cancelada depois de 10 anos

Luciana Brazil
No ano passado a feira reuniu 78 colecionadores. No ano passado a feira reuniu 78 colecionadores.

Recebendo apenas uma parte dos recursos da Prefeitura de Sidrolândia, a Feira de Orquídeas do município, que há 10 anos movimenta a cidade, precisou ser cancelada neste ano. Sem o subsídio de R$ 45 mil, valor solicitado pelos organizadores do evento e que seriam usados na estrutura, hospedagem e alimentação de colecionadores, a feira acabou se tornando inviável. O prefeito da cidade Ari Basso (PSDB) disponibilizou apenas R$ 10 mil para o evento.

Segundo o presidente da Asoa (Associação Sidrolandense de Orquidofilia e Ambientalismo), Marcos Zorzeto, 51 anos, com este valor não foi possível realizar a exposição. Além da estrutura da exposição, a hospedagem e a alimentação dos colecionadores que vêem de outros estados são pagos pela feira.

“A exposição não tem fins lucrativos. É uma exposição cultural e a Prefeitura sempre ajudou a investir, mas nesse ano foi diferente”.

Um ofício chegou a ser enviado ao prefeito Ari Basso, informando que o evento seria cancelado por falta de recurso. “É uma pena. E não temos como remarcar porque o carro chefe da exposição a orquídea Cattleya Nobilior tem o período certo de florescer que é entre os meses de julho a agosto”, disse Marcos.

De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura, o corte de gastos inviabilizou o aporte dado à feira. A assessoria informou que a gestão atual está a apenas dois meses no comando do município e assumiu a Prefeitura com uma dívida de R$ 20 milhões.

Ao todo, 150 funcionários já foram demitidos por conta da contensão de gastos. Segundo a assessoria, no próximo mês, mais 50 demissões devem ser feitas.

O recurso oferecido pela Prefeitura, segundo a assessoria, está dentro do limite viável para a administração.

Marcos ressalta que a associação tentou arrecadar recursos com outras entidades, na tentativa de não cancelar o evento tão tradicional na cidade, mas não obteve êxito.

Em Campo Grande, o evento está previsto para segunda semana de agosto, conforme informou Silvia Chacha, 39 anos, integrante da Acoa (Associação Campograndense de Orquidofilia e Ambientalismo). "Aqui deve acontecer, se Deus quiser. Mas o cancelamento em Sidrolândia nos afeta emocionalmente. A gente sempre participa lá e os colecionadores de lá sempre vêem pra cá".

Exposição: A feira de Sidrolândia estava marcada para o primeiro fim de semana de agosto. No ano passado, a exposição reuniu 78 colecionadores e mais de 1,3 mil unidades de orquídeas.

Segundo Marcos, o carro chefe da exposição é a espécie Cattleya Nobilior. Além das belas flores, a espécie exala perfume, principalmente no período da manhã.

A exposição é divulgada todos os anos no Japão, onde a feira é televisionada. “A nossa feira é uma atração no Japão”, frisou Marcos.

Para o ano que vem, a associação já articula novos parceiros para a feira.

Durante a feira, a comercialização das plantas é feita por vendedores que vêem de outros estados, e a exposição fica por conta dos colecionadores. Sem dar detalhes, Marcos frisa apenas que a movimentação financeira é grande durante o evento.




Tenho em meus planos, fazer uma exposição de orquídeas aqui em Ribas, no futuro mas não tenho noção como começar. Essa ideia já vem amadurecendo a algum tempo e já estou querendo por em prática.
 
Luciene Paniago Gonçalves Barbosa em 26/06/2013 21:38:53
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions