A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Setembro de 2019

30/10/2017 14:10

Suspeitos de atentado com duas mortes são autuados por posse de armas

Helio de Freitas, de Dourados
Armamento encontrado em residência onde quatro pessoas foram presas (Foto: ABC Color)Armamento encontrado em residência onde quatro pessoas foram presas (Foto: ABC Color)

Três homens e uma mulher, presos sexta-feira (27) por suspeita de envolvimento com o atentado que deixou um garoto de cinco anos e o pai dele mortos, quarta-feira (25), em Assunção, capital do Paraguai, foram indiciados hoje por posse dos fuzis, pistolas e munições na casa onde estavam escondidos, no bairro Santa Maria.

O ataque tinha como alvo Willian Gimenez Bernal, 28, funcionário do narcotraficante Jarvis Gimenes Pavão, que está preso na capital daquele país. Willian atirou na própria cabeça ao ver o filho Gabriel, de cinco anos, morto após ser crivado de tiros de fuzil.

Rony Maximiliano Román Ramírez, 25, Diego Niz Pérez, 27, Ruth Nataly Echague Benítez, 27, e o brasileiro Bruno Enrique dos Reis Oliveira, 35, foram indiciados por violação da lei de armas, associação criminosa e posse de drogas.

Segundo o jornal ABC Color, no quintal da casa foi encontrado enterrado um tambor onde estavam fuzis, pistolas e centenas de munições, algumas das quais iguais às usadas no ataque.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions