ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  18    CAMPO GRANDE 35º

Interior

Tatuagem ajudou identificação de vítima em acidente com motorista bêbado

Emily Carolina de Oliveira Dias morreu na hora e motorista, que estava bêbado, segue internado na Capital

Por Ana Paula Chuva | 29/07/2021 13:38
Carro ficou completamente destruído e Emily morreu na hora (Foto: Fatos Regionais)
Carro ficou completamente destruído e Emily morreu na hora (Foto: Fatos Regionais)

Foi identificada como Emily Carolina de Oliveira Dias, 19 anos, a passageira que morreu em acidente na noite desta quarta-feira (28), na BR-262, em Água Clara, cidade a 198 km de Campo Grande. O veículo era conduzido por Sidnei Ferreira dos Santos, 35 anos, que estava bêbado e foi preso em flagrante.

Conforme o registro policial, Emily foi reconhecida pela mãe, Rosilene Carolina de Oliveira, na manhã desta quinta-feira (29). Em depoimento, ela afirmou que a vítima saiu do bar em que trabalha acompanha de Sidnei por volta das 21h e que ele iria até um banco retirar dinheiro para consertar um celular.

À polícia, a mãe ainda contou que não estranhou o fato a filha não mandar notícias, já que depois ela iria dormir na casa da irmã e que ficou sabendo do acidente por uma amiga, na manhã de hoje. Ainda de acordo com Rosilene, Sidnei e Emily estavam se relacionando há cerca de um mês.

Emily foi reconhecida pela mãe por foto de tatuagem (Foto: Fatos Regionais)
Emily foi reconhecida pela mãe por foto de tatuagem (Foto: Fatos Regionais)

Para o reconhecimento, a mãe da vítima entrou em contato com o IMOL (Instituto Médico-Odontológico Legal), de Três Lagoas e uma foto da tatuagem de leão que ela tinha no braço foi enviada. Os peritos fizeram também exames de impressões papilares confirmando a identidade de Emily.

De acordo com o delegado Luis Augusto Milani, Sidnei segue sob escolta policial na Santa Casa da Capital por conta dos ferimentos, mas o estado de saúde não foi divulgado. Ele foi autuado em flagrante pelo crime de "homicídio culposo na direção de veículo automotor".

Acidente -  Equipe da PRF (Polícia Rodoviária Federal) foi acionada por volta das 23h30, para o local do acidente, km 143 da BR-262. Os policiais encontraram um Volkswagen Gol de cor azul, já com a mulher morta e Sidnei no banco do motorista. A dinâmica do acidente não foi registrada. Segundo o Corpo de Bombeiros Militar, o carro teria colidido de frente com uma carreta.

A mulher morreu na hora, mas não foi possível ser identificada, já que estava sem documentos. Os bombeiros precisaram usar um desencarcerador para retirar o corpo da mulher de dentro do carro, que ficou com a frente completamente destruída.

Sidnei fez teste do bafômetro e o resultado foi de 0,75 mg/L de álcool no sangue. Ele foi socorrido para Campo Grande devido à gravidade dos ferimentos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário