A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

01/06/2013 20:59

Juiz afirma que planejamento para reintegração de posse é da PF

Nyelder Rodrigues e Aline dos Santos

O juiz federal Ronaldo José da Silva, que determinou a reintegração de posse na fazenda Buriti, em Sidrolândia, afirmou que a maneira como será cumprida a decisão são definidos pela Polícia Federal (PF).

Conforme Ronaldo, outro juiz decidiu em favor do proprietário Ricardo Bacha, e ele apenas determinou que houvesse a reintegração, prevendo que para isso fosse respeitando a integridade física dos envolvidos.

Além disso, o juiz contou que a determinação foi entregue à Superintendência da Polícia Federal, e não indicava que deveria haver apoio de outras forças policiais, como o Cigcoe. O juiz diz que todo o planejamento é feito pela PF, conforme achar necessário.

Ronaldo também aponta que o período que a primeira decisão pela reintegração de posse, suspensa até o dia 29, deveria ter sido usado pela Funai (Fundação Nacional do Índio) para tentar retirar os terenas pacificamente da área ocupada.

Perícia – Legistas e peritos federais, de fora de Mato Grosso do Sul, foram chamados para fazer novos laudos.

O corpo do índio morto no conflito, Oziel Gabriel, passa por nova autópsia em Campo Grande. Um perito da Secretaria de Direitos Humanos também veio de Brasília para acompanhar o caso.

Segundo o procurador da República, Emerson Kalif Siqueira, foram localizadas projéteis calibre .40, .45 e 9 mm no local onde aconteceu o conflito, todas de uso restrito.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions