A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

11/03/2010 16:00

Juiz decide levar a júri acusados de agredir por inveja

Redação

O juiz da 1ª Vara do Tribunal do Júri, Carlos Alberto Garcete, pronunciou e levará a júri popular os dois jovens acusados de tentar matar um universitário por inveja em 13 de fevereiro do ano passado. A vítima, Clayton Jonas Torres Freitas, 19 anos, ficou em estado vegetativo, dependendo da ajuda de familiares para se alimentar e realizar as atividades diárias.

Diego Bispo da Silva e Cássio Henrique da Silva Rodrigues, ambos de 19 anos, vão a júri popular pelo crime de tentativa de homicídio, motivo torpe, meio cruel e de ter dificultado a defesa da vítima.

Eles só não vão a julgamento por corrupção de menores, porque o adolescente, que participou da ação criminosa, tem uma lista de antecedentes, apesar de ter apenas 14 anos de idade.

O caso - O crime ocorreu à 1h da madrugada de 13 de fevereiro deste ano na Rua Catigua, no Jardim Canguru, na saída para São Paulo. Conforme a denúncia do MPE (Ministério Público Estadual), Diego, Cássio e o adolescente agrediram Clayton a chutes, socos e coronhadas. Eles só não o mataram porque o revólver não teria funcionado.

A agressão acabou interrompendo a vida do jovem, que apesar de morar numa região pobre da cidade, passou na faculdade, era estagiário no Bradesco e não falava palavrões. A sua conduta despertou a inveja dos colegas, que residem no mesmo bairro.

Para o juiz, há indícios suficientes da prática do crime e da participação dos dois jovens. Cássio negou ter participado do caso. A sua defesa alegou que não houve prova de autoria.

Já a defesa de Diego Bispo da Silva tentou apenas afastar as qualificadoras. Após a manifestação do Ministério Público e da Defesa, o juiz marcará a data do julgamento.

Outros crimes

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions