A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

07/11/2012 09:04

Juízes federais cruzam os braços por dois dias por reajuste de 28,8%

Em Mato Grosso do Sul são 94 magistrados federais. Eles também não participam da Semana da Conciliação

Nadyenka Castro
Fórum da Justiça Federal, em Campo Grande. (Foto: Minamar Júnior)Fórum da Justiça Federal, em Campo Grande. (Foto: Minamar Júnior)

Juízes federais de Mato Grosso do Sul e de todo o País cruzam os braços por dois dias a partir desta quarta-feira e também não participam da Semana da Conciliação que vai até dia 14. A paralisação é em protesto as perdas salariais e falta de progressão funcional. Os magistrados pedem 28,86% de reajuste.

Representante da Ajufe (Associação dos Juízes Federais) no Estado, a juíza federal Raquel Domingues Corniglion explica que o reajuste reivindicado representa um terço do salário e que os juízes não recebem por plantão realizado e nem por acúmulo de função. “Por exemplo: o juiz da Vara Criminal que responde também pela Execução Penal não recebe pela Execução Penal. Se é diretor do Fórum, não recebe por isso”, diz. “É trabalho gratuito”, resume.

A magistrada diz também que a classe reivindica plano de progressão funcional. “Nós não temos”, diz. “Um juiz substituto que entrou ontem, recebe praticamente a mesma coisa que um juiz prestes a se aposentar. A diferença é de R$ 600, R$ 700”.

Para Raquel, a situação mais grave foi o não encaminhamento ao Senado da proposta de reajuste aos juízes federais para este ano. De acordo com ela, a presidenta Dilma Roussef (PT) não mandou o projeto para avaliação dos senadores no fim do ano passado. “É uma afronta não só a nossa carreira, mas ao Estado democrático de Direito”.

Leonardo Ely, juiz trabalhista presidente da Anamatra (Associação Nacional dos Magistrados Trabalhistas) da 24ª Região, explica que desde 2005 os magistrados recebem em parcela única o valor referente as perdas inflacionais.

De acordo com ele, naquele ano ficou estabelecido que seria feita revisão anual do subsídio “mas isso não tem sido cumprido”, diz. “Houve única revisão em 2009, de 9%”.

Dos 94 juízes servidores da União no Estado, 30 são da Justiça Federal e 64 da Justiça Trabalhista.



Será lamentável se ao final do segundo dia eles perceberem que não fizeram falta alguma, que ninguém reparou que eles estavam paralisados. Afinal estamos tão acostumados as demoras no judiciário que dois dias a mais ou a menos.
 
Cleber Castro em 07/11/2012 14:52:04
Esses profissionais tem é que ser valorizados mesmo. Se pararem, muita coisa essencial para.
 
Eleandro de Almeida em 07/11/2012 14:36:27
Coitadinhos, ganham tão mal...e estudaram o mesmo que um professor universitário......adivinhem a diferença????vocês devem é trabalhar mais..isso sim....devolvam a sociedade um pouco daquilo que nós demos para vocês estudarem de graça nas nossas universidades públicas....
 
Paulo Bonsini em 07/11/2012 14:22:49
O artigo é muito bom, mas os leitores não ficaram sabendo quanto reinvicam em $$.
Também não sabemos quanto ganham por mês.
 
Hernandez Gomez Fellipo em 07/11/2012 13:35:10
Avaliar se o aumento é justo pelo valor pecuniário que eles recebem não é aceitável. O funcionalismo público só permite uma entrada: Concurso. Se não está satisfeito com o salário da iniciativa privada, estude e passe em um concurso. Agora, ficar anos sem um reajuste e sem um plano de carreira é algo que também não é aceitável. Não sou puxa-saco de juiz, até porque sou funcionário público e recebo 10% do que eles ganham. Mas não podemos ser hipócritas a ponto de dizer que não merecem aumento porque já ganham bem. A população em geral tem mania de reclamar e esperar as coisas caírem do céu. Um bom salário não será conseguido sem muitas, mas muitas horas de estudo. Eu disse estudo, e não novela, BBB e redes sociais...
 
Carlos Moraes em 07/11/2012 13:12:11
Nada mais do que justo. Quanto a maior complexidade deve ser maior o vencimento. Ninguém entende a complexidade do caso e ainda quer ficar criticando. Concordo com os Juízes Federais, que se mataram de estudar a vida inteira para estarem onde estão e assumir essa responsabilidade que não é pra qualquer um. Que seja feita justiça a vocês. Quem está criticando vão estudar, passar no vestibular, fazer 5 anos de faculdade, depois passar na prova da Ordem, e depois adquirir 3 anos de experiencia na área, e depois estudar mais alguns anos pra passar em todas as fases do concurso pra Magistratura. Isso ninguém quer né?? Criticar é fácil.
 
Priscila Barcelos em 07/11/2012 12:22:52
Justo o pedido, diante das alegações. Só não se esqueçam o aumento de outras categorias do funcionalismo público, como a polícia e os professores que não chegaram a 10%... Obviamente desconsiderem o aumento dos nossos nobres vereadores! De 9.000,00 para 15.000,00! Será que todo mundo sabe que o Chocolate vai ganhar 15.000,00 por mês, fora as verbas suplementares?????
 
Jorge Moraes em 07/11/2012 10:37:53
Gostaria de saber qual o salário inicial de um Juiz Federal e quais as vantegens indiretas que eles recebem.
Só assimo posso avaliar se o movimento é justo ou não.
 
NELSON DIAS NETO em 07/11/2012 10:22:44
SERÁ QUE OS SENHORES JUIZES NÃO VEEM QUE A REALIDADE SALARIAL É OUTRA, PORQUE NO GERAL OS TRABALHADORES NÃO RECEBERAM NEM 10% DE AUMENTO SALARIAL ESTE ANO E OS SENHORES QUEREM 28%... CAIAM NA REAL E VAMOS FAZER COM QUE OS PROCESSOS ANDEM ATUALIZADOS.
 
JOSE M COSTA em 07/11/2012 09:59:31
Coitados, será que vão conseguir, ou irão julgar paralizaçâo ilegal como fazem com a classe trabalhadora de assalariados qdo querem conseguir umas migalhas de aumento.
 
Eneas Vitorio da Cunha em 07/11/2012 09:20:24
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions