A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2018

05/05/2009 16:31

Justiça Eleitoral cancela 8 mil títulos no Estado

Redação

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) cancelou o título de 8.705 eleitores sul-mato-grossenses, 0,53% do total de votantes que o Estado possui. O motivo foi o não comparecimento nas três últimas eleições.

Segundo a assessoria do TRE (Tribunal Regional Eleitoral), havia 9.375 eleitores em risco de perderem o título, este total apenas 670 procurar regularizar sua situação perante a Justiça.

Em todo o Brasil 551.456 cidadãos tiveram seus títulos cancelados, o que representa 0,43%. No país o Estado com maior número absoluto de cancelamentos é São Paulo, 145.494.

Proporcionalmente o Amapá é o Estado que teve mais títulos cancelados 1,02%, ou seja, 3.933 eleitores não poderão votar nas próximas eleições. Em Roraima houve o menor número de cancelamentos em números absolutos: apenas 1.608 eleitores perderam o documento.

O que acontece - O cidadão que teve o título de eleitor cancelado não pode se inscrever em concurso ou prova para cargo ou função pública ou tomar posse deles. Não pode ainda receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público, bem como de fundações governamentais, empresas, institutos e sociedades de qualquer natureza, mantidas ou subvencionadas pelo poder público.

O cancelamento do título eleitoral impede ainda que ele tire passaporte ou carteira de identidade ou renove matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo. Fica proibido ainda de praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions