A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

10/11/2009 13:05

Justiça garante transporte gratuito a mulher com artrose

Redação

Maria Suely da Silva obteve na Justiça o direito ao transporte coletivo urbano gratuito em Campo Grande porque possui artrose grave. O benefício foi avalizado pela 3ª Turma Cível do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), que manteve decisão de primeira instância.

A mulher argumentou que precisa do transporte para fazer tratamento, mas não tinha obtido a renovação da carteira de isenção por parte da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito).

A artrose compromete os joelhos, principalmente no direito, e uma equipe médica a considerou incapaz para o trabalho. Para se locomover, a mulher conta com o apoio de uma bengala.

Em primeiro grau, foi considerado procedente o pedido, e determinada a concessão de isenção tarifária à autora e a um acompanhante. A Agetran recorreu da decisão sob alegação de que o Decreto Municipal 7.794/99 é constitucional, e não se enquadra ao caso em comento, pois não se trata de uma garantia constitucional, mas sim de um benefício concedido mediante a discricionariedade da administração pública.

O relator do processo, desembargador Fernando Mauro Moreira Marinho, destacou que a patologia apresentada pela autora autoriza a concessão do benefício, uma vez que se enquadra nas hipóteses previstas no decreto municipal citado.

"O laudo expedido pela Junta Médica Recursal do ente municipal concluiu que a autora é portadora de deficiência física adquirida na infância e necessita de ajuda de terceiros para embarque e desembarque, portanto tem direito à isenção tarifária com acompanhante, conforme Decreto 7.794 de 26/01/99", justificou o magistrado.

Quanto à condenação do Município ao pagamento de honorários em favor da Defensoria Pública do Estado, o magistrado disse que se deve levar em consideração que são pagos em decorrência de ser a parte vencedora na demanda, e não ocorre o instituto da confusão, porquanto o débito é do Município para com o Estado, em face da sucumbência. O processo cabe recurso.

Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...
Município de Itaporã comemora 64 anos de emancipação neste domingo
Conhecido como Cidade do Peixe, Itaporã, distante 227 km de Campo Grande, comemora 64 anos de emancipação neste domingo (10). A prefeitura municipal ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions